O mundo fica diferente de cabeça pra baixo… e não é que as coisas simplesmente fiquem de ponta-cabeça. Elas ficam… diferentes… às vezes parecem não ter peso. E as 77 fotos deste Desafio Fotográfico demonstram esse fenômeno sem você precisar ficar tonto para isso.

Foto de abertura – Gelo molhado

Quando vi pela primeira vez as formações de gelo na frente da minha casa eu pensei em estalagmites para este desafio de ponta-cabeça, mas aí eu me entediei e comecei a querer capturar gotas. Quando eu olhei as fotos, eu realmente gostei das versões invertidas, que obviamente foram invertidas mais uma vez para o lado certo para o desafio. Eu gostei muito da imagem na gotícula desta foto, já que dá pra ver o sol e as montanhas ao fundo. Usei o recurso preto e branco seletivo do Picasa para chamar mais atenção para a gotícula, e curti o resultado.
Canon PowerShot S95 a f/4, 1/1600 seg, ISO-100.
- Lysle Turnbeaugh

Natureza morta

Estava esperando um amigo terminar o seu plantão no hospital e acabei indo fumar na rua. Calhou de eu estar com a minha câmera no carro, porque estava querendo tirar outra foto naquele dia. A água no Banana River Lagoon não fica pacífica assim por muito tempo, mas eu consegui tirar essa foto literalmente segundos antes do vento bagunçar o reflexo na superfície.

Nikon D5000 em modo automático, Nikkor AF-S VR 16-85mm @ 16mm f11 ISO 200 e flipada com PS Elements. O corpo da câmera ficou quase encostado na água.
- Paul Hamrick

A Força

Tive a impressão que muitas das fotos seriam de algum tipo de paixagem vista da superfície de um lago. O que é legal, já que esse tipo de foto costuma ser incrível, mas eu queria fazer algo diferente. Quebrei a cabeça um tempo tentando bolar algo legal para fotografar, e no fim deixei a Força me guiar. O “planeta” é um balão de vidro soprado que eu passei muito tempo aprendendo a fazer. Eu o iluminei por trás com uma luz de bicicleta para fazê-lo brilhar. Aí eu equilibrei o Luke no topo.
Canon T2i, lente 18-55mm (configurada em 45mm), ISO 200, f/16, 1.3 seg de exposição.
- Ben Hugeback

Foguete à vela

Eu quis fotografar algo que naturalmente se movesse em uma direção vertical (objetos caindo, sombras, balões, algo assim). Queria capturá-los com uma perspectiva alien. Acho que a minha decisão final de usar a chama da vela tem a ver com o quanto frio eu senti essa semana. Me senti realmente atraída pelo fogo…
PowerShot SD1400IS, 1/30, f/2.8, ISO: 125
- Emily Wells

Sorria!

Quando vi o último Desafio Fotográfico eu logo pensei no meu Beagle de 5 anos. Ele passa boa parte do tempo de barriga pra cima, e eu não sei por quê. Eu lembro de quando era criança e pensava em como seria andar pelo teto da casa, imaginando os níveis de dificuldade para passar de um cômodo ao outro. Fico pensando se o meu cachorro tem os mesmos questionamentos.
Sony DSC-T900, f/3.5, 1/8 seg, ISO 1600.
- Ben Rogers

Eau Gallie

Uma tranquila manhã de domingo à beira (ou seria debaixo?) do riu Eau Gallie.
Fujifilm s100fs, 1/400″, F5.3, ISO100, 101.5mm
- Mike Case

A trapezista

Pelos últimos dois anos eu venho tendo aulas e fotografando o pessoal do Detroit Flyhouse, e nós adoramos brincar de ficar de cabeça para baixo nos trapézios e outras instalações. Quando eu fotografo os membros e alunos, eu gosto de encontrar ângulos divertidos das suas performances, mesmo que para isso eu tenha que me abaixar muito ou até deitar. Para este Desafio, eu pedi para a Micha, a líder da Flyhouse, brincar um pouco acima de mim enquanto eu fotografava seus muitos movimentos estranhos e contorcionistas. Mesmo com os braços totalmente para o lado errado, ela continua tranquilíssima, e o teto de madeira oferece um belo contraste.
Canon 50D com lente Tamron 17-50mm 2.8, F/ 2.8, ISO 800, SS: 1/50
- Cheryl Willard

Jarra ornamental

A modelo estava pendurada contra uma parede de divisão de interiores, e depois de muito treino conseguiu colocar água da jarra no copo. Tingir a água de vermelho resultou nas melhores imagens, já que produziu o melhor ponto focal. A foto exigiu bastante trabalho de equipe para ser executada: alguém para apoiar e segurar a modelo, alguém para passar o copo e a jarra para ela e alguém para tirar a foto. No Photoshop/Lightroom, apenas um crop, pequenos retoques e ajustes de equilíbrio de níveis e cores.
Canon EOS Rebel T2i, 41mm, 1/50 seg a f / 4.0, ISO 3200, lentes EF28-135mm USM
- Jerry Duke

Peça central

Eu queria que parecesse que eu estava de pé no teto quando tirei esta foto. Usei f4.0 1/15 seg e ISO 1600.
- Andrew Vanden Heuvel

Estátuas ou lanternas?

Eu fui para o Hong Kong Victoria Harbor já planejando tirar algumas fotos em HDR para testar, mas quando vi as lanternas chinesas penduradas na entrada de uma casa perto do porto, eu pensei que isso daria uma ótima foto para este desafio. Foi a minha primeira tentativa, espero que vocês gostem.
Nikon D80, Nikkor 24mm/f2.8D, ISO 200, @f/11 com tripé. No Photoshop, cortei e removi algumas luzes de fundo.
- Chendi Liao

Happy Hour

Eu não pude participar do Desafio de bokeh algumas semanas atrás porque a minha lente 50mm f/1.4 não havia chegado ainda, então quis tirar uma foto que lembrasse aquele desafio também. Coloquei um copo de martini no meu balcão de granito (que refletiu muito bem a base e o cabo), e peguei uma chapa de madeira com diversos buracos de diferentes tamanhos para compor o fundo. Coloquei uma lâmpada atrás, mas para dar a coloração amarelada da luz eu precisei colocar um copo de vidro com uma mistura de água com mostarda entre a lâmpada e a chapa.

No Lightroom, eu ajustei um pouco o contraste e os amarelos, aí virei a imagem. Experimentei um pouco com rotações e vi que deixar nesse ângulo ficaria melhor do que simplesmente girar 180 graus. Espero que gostem.
Canon T1i, lente Canon 50mm prime, f/1.4, ISO: 400, 1/15s.
- Giani Waghelstein

Calçada

Eu estava andando nos arredores da minha escola quando reparei no floco de neve. Coloquei a minha câmera de cabeça para baixo e tirei a foto.
Canon Rebel T2i, EF-S 18-55mm 3.5/5.6, Abertura: 3.5, ISO: 800, 1/500
- Jeffrey Perkins

Vencedora: Street View

Eu tirei essa foto em um beco perto da Avenida Melrose, em Los Angeles. Não ficou legal o reflexo do cara caminhando e do cenário? Não parece meio que uma pintura? Obrigado por ver a minha foto! Eu espero que ela sirva de inspiração para algumas pessoas explorarem seus talentos criativos!
Leica M9, Noctilux .95, ISO 160, 1/2000, F4
- James Hale

Eu estava preocupado que o tema deste desafio pudesse resultar em fotos um pouco esotéricas, mas aparentemente eu não fui o único que passou a infância pensando em como seria o mundo de cabeça para baixo. Veja abaixo as galerias com todas as fotos participantes deste Desafio Fotográfico. E, como sempre, as fotos em alta estão no Flickr.