Quando nossos amigos da NASA Goddard nos enviaram esta imagem de uma recente erupção solar, não conseguimos acreditar como ela é bela e ameaçadora.

Tanto que a NASA chamou a imagem de “Magnífica Ejeção de Massa Coronal Irrompe do Sol com Terra em Escala”. Um dos engenheiros da NASA disse para mim que a foto é uma “COISA INCRÍVEL!”. Então sim, eles também ficaram impressionados.

Felizmente, a erupção solar não viajou diretamente até a Terra. Mas, de acordo com a NASA, ela “se conectou ao ambiente magnético da Terra, ou magnetosfera, fazendo auroras aparecerem na noite de segunda-feira, dia 3 de setembro”. Nada de derrubar satélites ou comunicações, no entanto.

A erupção foi gravada em 31 de agosto: “um longo filamento de material solar que estava pairando na atmosfera do sol, a coroa solar, irrompeu no espaço às 4:36PM EDT. A ejeção de massa coronal, ou CME na sigla em inglês, viajou a mais de 1.450 km/s”.

O vídeo, por sua vez, foi gravado no mesmo dia, criado por Scott Wiessinger, produtor de vídeo no NASA Goddard Space Center. Ele me disse que começou com quadros de ultra-alta resolução 4K, cortando-os no vídeo final. Ele também inclui as perspectivas dos satélites SOHO e STEREO.

Scott diz: “você pode baixar o arquivo Quicktime 4096×4096 ProRes e ver cada parte do sol em detalhes de estarrecer a mente”. Você pode abrir o arquivo no Apple Motion ou Adobe After Effects – baixe-o aqui.

Por fim, abaixo você vê uma versão processada da imagem acima, uma “versão mista de comprimentos de onda de 304 e 171 angstroms”, além da imagem com o Sol inteiro. Clique para ampliá-las.

E sim, você pode baixar todas como papel de parede no link a seguir. Obrigado, NASA. [NASA Goddard Flickr]