Nós já havíamos mencionado, em novembro, que a publicidade via SMS poderia acabar em breve. Desde 1° de maio, ela acabou: agora, para enviar torpedos promocionais, as operadoras precisam primeiro de autorização do cliente.

A nova medida para marketing via SMS foi tomada pela Anatel, seguindo a recomendação do Ministério Público Federal da qual falamos antes, e vale para todo o Brasil. A medida vale para novos contratos, e as operadoras Vivo, TIM, Claro e Oi dizem já respeitar a determinação — mas se ainda recebe promoções e ofertas via SMS, que às vezes chegam nos horários mais inconvenientes, basta falar com a operadora para tirar seu nome do cadastro de quem recebe propaganda por SMS.

E agora as operadoras móveis agora precisam usar fonte 12 ou maior nos contratos: chega de letra miúda, os contratos precisam ser de fato legíveis. Talvez o impacto desta medida não seja enorme — no Brasil, não é todo mundo que lê contrato antes de assinar — mas é uma boa medida mesmo assim.

A medida da Anatel ajuda a resolver o problema do spam via SMS, mas ainda falta combater aqueles golpistas que "premiam" as pessoas via SMS com carros e casas. Será que tem jeito para isso? [Exame]