Sabe este aparelho aí da foto, o Huawei Ideos? É um smartphone simples, com Android 2.2, tela de 2,8 polegadas, e câmera de 3,2MP, lançado no Brasil no final do ano passado e que hoje custa no máximo R$300. E este preço baixo, que se repete ao redor do mundo, está fazendo o aparelho ter sucesso em lugares inesperados: no Quênia, país do leste africano onde 40% da população vive com menos de US$2 por dia, mais de 350.000 pessoas compraram o aparelho.

O Ideos custa cerca de US$80 por lá, e pelo preço baixo ele precisa ter um hardware menos potente. Bem, quando eu o usei na CES, o Android parecia rodar rápido o bastante – é com apps mais pesados que ele pode engasgar um pouco. A duração da bateria parece ser um problema também. Mas são problemas que não impedem o sucesso: assim como no Samsung Galaxy 5, smartphone com Android mais vendido do Brasil, o preço fala mais alto.

E a popularização do Android vem trazendo resultados louváveis: no Quênia, a conferência de empreendedores Pivot25 mostrou os apps para Android mais inovadores feitos no leste africano. O app M-Farm permite que agricultores divulguem os preços e localização dos produtos. Outro app para Android, desenvolvido pela Universidade Makerere, ajuda a diagnosticar doenças nas plantações e a rastrear sua propagação através de crowdsourcing. E o app MedKenya fornece um banco de dados com informações de saúde, e até ajuda a levar o usuário para o hospital mais próximo.

A Biovision, organização suíça sem fins lucrativos, também usa o Android para ajudar na sua jornada contínua de combater a fome e a pobreza utilizando métodos ecológicos e orgânicos. A organização está desenvolvendo um app para Android a ser usado pelos 200 funcionários de campo no Quênia e em outros países no leste africano, para melhorar a ajuda aos agricultores, que hoje resolvem dúvidas através de SMS. E o mais interessante: a Biovision vai subsitituir os notebooks do projeto One Laptop per Child por smartphones com Android, por serem menos volumosos e terem funções como câmera e GPS.

É bom ver que a popularização do Android está trazendo resultados tão positivos, e possibilidades tão interessantes. [Technology Review via Singularity Hub via @janchip]