O Google está presente no mercado de pagamentos móveis desde 2011, quando foi lançado o Wallet – infelizmente, esse serviço nunca pegou. Enquanto isso, o Apple Pay foi lançado em outubro nos EUA e já domina 67% do volume de pagamentos móveis no país.

Como o Google vai reagir? Aparentemente, com o Android Pay. Que coisa.

>>> Apple Pay no Brasil pode expandir pagamentos via smartphone para todos

Uma fonte diz ao Ars Technica que o Android Pay permitirá fazer pagamentos com o smartphone em lojas físicas, através de NFC. Com ele, também será possível realizar compras dentro de apps com um único toque.

Tudo isso já é possível com o Google Wallet: ele usa NFC para realizar pagamentos; e desenvolvedores podem colocar um botão “Buy with Google” dentro dos apps. Então qual é a diferença do Android Pay?

Segundo o Ars, ele permitiria passar seus dados do cartão de crédito/débito direto para a loja: o Android Pay seria apenas um intermediário seguro, e esses dados não ficariam necessariamente nas mãos do Google. Dessa forma, “os usuários não precisariam usar o Wallet se não quisessem”.

Dessa forma, segundo o Wall Street Journal, o Google espera reinventar o Wallet com o apoio de bancos, operadoras, fabricantes e redes de pagamento. E mesmo sem ter seu número de cartão, o Google pode coletar dados de compra e oferecer anúncios mais direcionados para você – mais de 90% da sua receita vem de propagandas.

O Android Pay deve ser anunciado oficialmente na conferência Google I/O, em maio.

Nesta semana, o Google anunciou a compra da SoftCard, empresa de pagamentos móveis formada por três operadoras móveis nos EUA (AT&T, Verizon e T-Mobile). Seu serviço depende bastante do NFC. O Google também estaria testando pagamento via celular que dispensa NFC.

E na semana passada, a Samsung comprou a LoopPay, uma empresa que descobriu como emular a tarja magnética do cartão de crédito/débito. Futuros smartphones Galaxy poderão realizar pagamentos em quase qualquer máquina de cartão, mesmo se ela não tiver NFC.

Rumores também dizem que a coreana vai integrar esse recurso ao leitor de digitais no Galaxy S6 e S Edge: você toca o dedo no sensor para autorizar a compra. Isto deve se chamar… Samsung Pay. Pay, Pay, Pay. [Ars Technica]

Foto por Sergio Uceda/Flickr