O governo taiwanês decidiu comprar uma briga comum aos usuários de Android: o sistema de 15 minutos de retorno de dinheiro após a compra de um app. Segundo as autoridades, trata-se de muito pouco tempo para uma pessoa decidir se o app vale a pena ou não. Eles, então, pediram para o Google ampliar o sistema para 7 dias. Não só o Google recusou a proposta como também foi multado e, para acabar com os problemas, simplesmente removeu todos os aplicativos pagos à venda no país.

O sistema atual do Google é cruel — 15 minutos é realmente muito pouco — mas a proposta do governo taiwanês também é exagerada: 7 dias usando um app pago para depois poder devolvê-lo parece demais. Mesmo assim, o que o governo queria era uma contra-proposta do Google — um dia de teste já seria festejado por muitos. Mas o Google não quis saber de conversa. Ele tinha 15 dias para se posicionar, não o fez, e foi multado em 1 milhão de dólares taiwaneses, o equivalente a 35 mil dólares.

Após a multa e a posição clara de que o governo não decidiria da ideia, o Google fez uma manobra completamente inesperada: removeu todos os aplicativos pagos do Android Market para usuários taiwaneses. Simples assim. O governo agora acusa o Google de estar coagindo os usuários, deixando-os sem opção, a não ser aceitar a política de 15 minutos de retorno.

E a história fica ainda mais estranha com um pouco de contexto. Não é de hoje que o governo taiwanês defende seus usuários de smartphones contra imposições de lojas de apps: o mesmo já aconteceu com a Apple — que sequer tem um sistema de retorno de 15 minutos como o Android. E sabe o que Jobs e companhia fizeram? Aceitaram o pedido das autoridades e transformaram Taiwan no único país com uma política de retorno de aplicativos da App Store — e ainda aceitaram os exagerados 7 dias.

A divergência entre os dois lados ainda não teve um ponto final: o Google está enviando funcionários para Taipei, na tentativa de discutir e chegar a um acordo com o governo. Pelo fato de a Apple já ter aceitado o formato exclusivo para o país e após tomar uma medida tão brusca em relação aos apps pagos, a situação não parece nada boa para o Google. Ficamos no aguardo dos próximos capítulos da novela. [Android and Me via Taipei Times]