O Departamento de Justiça americano abriu processo antitruste contra a Apple, porque acredita que editoras e Apple tenham conspirado contra a Amazon para elevar o preço dos e-books. A empresa agora responde às acusações: ela diz que não é a vilã – é a mocinha.

Um porta-voz da Apple declarou a posição oficial da Apple ao AllThingsD:

A acusação de conluio que o DoJ fez contra a Apple simplesmente não é verdade. O lançamento da iBookstore em 2010 gerou inovação e concorrência, quebrando o domínio monopolista da Amazon na indústria de editoração. Desde então, consumidores se beneficiaram de eBooks mais interativos e mais envolventes. Assim como permitimos a desenvolvedores decidir seus preços na App Store, empresas de livros escolhem seus preços na iBookStore.

A Apple e as editoras Penguin Group e MacMillan foram acusadas no processo do DoJ. As editoras HarperCollins, Hachette e Simon & Schuster também foram, mas decidiram fazer acordo imediatamente com o DoJ. [AllThingsD via Cult of Mac]