No livro “Inside Apple”, de Adam Lashinsky, o autor examina quão brutal e pesado é trabalhar na Apple. Acontece que ter espiões à paisana e descrições de emprego bem nebulosas não é o suficiente, já que a Apple às vezes faz com que seus novos funcionários trabalhem em produtos falsos até eles provarem ser pessoas de confiança.

OU VOCÊS ADEREM OU VOCÊS SOMEM, HUMILDES ENGENHEIROS.

Acreditamos que a ideia é que se um produto falso vazar, a Apple saberá quem foi e o expulsará de seu paraíso. Um ex-engenheiro da Apple, que trabalhou lá por seis anos, confirmou a Lashinsky que a os engenheiros da empresa trabalham em falsos produtos em cargos obscuros:

Um amigo meu que é engenheiro-sênior da Apple trabalhou em falsos produtos no início de sua carreira lá, tenho certeza, e foi entrevistado durante 9 meses. É algo intenso.

Dá para imaginar? Um engenheiro-sênior, que provavelmente já é bem qualificado para fazer um trabalho sólido, teve que trabalhar em algo que nunca irá existir porque a Apple não confia nas pessoas. Sim, a tática do segredo sempre ajudou a Apple a criar o mito de seus produtos, mas calma lá, tudo tem limite. Testar os funcionários em períodos de teste faz sentido e é comum, mas fazer pessoas reais trabalharem em produtos falsos como parte de sua carreira é algo bem bizarro.

Ah, e um processo de entrevista de 9 meses! Você pode ter um filho antes de ter um emprego na Apple. Com tudo isso para ter que lidar, Lashinsky diz que o segredo para trabalhar na empresa é deixar seu ego na porta e abraçar a egomania da Apple sem pudor algum.  [Business Insider]

Foto original: Chung Sung-Jun/Getty