Até agora, não era possível comprar um iPad com dinheiro. Em vez disso, era necessário passar um cartão de crédito ou débito, para facilitar para a Apple controlar o limite de dois iPads por pessoa.  As coisas mudaram, no entanto, por causa de uma mulher.

Diane Campbell.

Campbell juntou o dinheiro para comprar o mais novo gadget da Apple, mas recusaram-se a vendê-lo para ela porque ela queria pagar em dinheiro. Na teoria, isso tornaria muito difícil para a Apple evitar a compra de iPads apenas para fins de revenda. Mas ela diz à ABC:

"Sr. Jobs, quebra esse galho pra mim, né!", disse Campbell. "Eu não vou vender meu iPad."

E o Sr. Jobs quebrou um galho pra ela, de acordo com a ABC:

A partir de hoje, todo mundo pode pagar pelo iPad com dinheiro, desde que configurem a conta Apple na loja. Contas da Apple são necessárias para o iPad de um jeito ou de outro, então isto não deve excluir possíveis compradores.

Também houve uma explicação de que as possíveis revendas do iPad não eram o motivo de verdade para justificar a regra que proibia pagamentos em dinheiro, e sim porque a Apple simplesmente queria ter certeza de que os iPads estavam distribuídos de forma equilibrada entre as lojas, para atender à demanda.

Enfim, não apenas a política de vendas da Apple foi alterada e explicada, como a Diane ganhou um iPad de graça – afinal, ela lembrou à Apple quanta grana eles podem faturar se aceitarem, bem, grana como pagamento. [ABC]