As reivindicações do querelante, e as de mesmo gênero de outrem, são excluídas devido ao fato de que as declarações enganosas em questão eram tais que nenhuma pessoa sensata na posição de Querelante poderia se basear em ou interpretar mal as declarações da Apple como pretensões de fato.

 

Eu outras palavras, já que o juridiquês é cansativo e pouco explicativo, se você acredita no que a Apple diz em um anúncio da Apple, você não é uma pessoa sensata. Bom, este ponto está ficando cada vez mais claro, não é? [Documento legal (PDF) via Wired]