Os satélites Landsat têm observado a Terra ininterruptamente por um período recorde de 40 anos. Durante esse tempo eles tiraram milhões de fotos incríveis do nosso mundo, disponíveis para qualquer pessoa do planeta. Estas são as cinco mais bonitas de acordo com a NASA.

Estes trabalhos naturais de arte faz com que a nossa Terra se pareça com um planeta alienígena.

5º lugar: Lake Eyre (Landsat 5, em 5/8/2006)

Lake Eyre

A cara assustadora nesta imagem é, na realidade, manchas de bancos de areia do Lago Eyre (pronuncia-se “air”), no deserto ao norte da Austrália do Sul, na Austrália. Uma característica efêmera desta paisagem plana e árida, o Lago Eyre é o maior lago da Austrália quando está cheio. Entretanto, nos últimos 150 anos, ele só se encheu por completo três vezes.

4º lugar: Argélia abstrata (Landsat 5, em 8/4/1985)

Algerian Abstract

O que parecem ser pálidas linhas de tinta amarela cortando um mosaico de cores escuras são, na realidade, cumes de areia que formam as dunas Iguidi, uma área de dunas de areia em constante movimento da Argélia para a Mauritânia no noroeste da África. As dunas Iguidi são uma das muitas dunas do Saara, ou oceanos de areia, onde dunas individuais podem ultrapassar os 500 metros tanto de altura, quanto de comprimento.

3º lugar: Sinuoso Mississippi (Landsat 7, em 25/5/2003)

Meandering Mississippi

Pequenas formas retangulares de cidades, plantações e pastos cercam os graciosos contornos do Rio Mississippi, o maior sistema fluvial da América do Norte. Incontáveis lagos e afluentes acompanham o sinuoso rio ao sul de Memphis, Tenessee, na fronteira entre o Arkansas e Mississippi.

2º lugar: Delta Yukon (Landsat 7, em 22/9/2002)

Yukon Delta

Inúmeros lagos e lagoas estão dispersos ao longo desta cena do Delta Yukon, no sudoeste do Alaska. Um dos maiores deltas fluviais do mundo e protegido como parte do Yukon Delta National Wildlife Refuge, as águas sinuosas do rio parecem vasos sanguineos se ramificando dentro de um órgão.

1º lugar: Van Gogh do espaço (Landsat 7, em 13/7/2005)

Van Gogh from Space

No estilo da pintura de Van Gogh “A Noite Estrelada,” congregações gigantescas de fitoplânctons esverdeados nadam em espiral nas águas escuras ao redor do Gotland, uma ilha sueca no Mar Báltico. Explosões demográficas, ou flores, de fitoplânctons, como esta mostrada aqui, ocorrem quando correntes profundas trazendo nutrientes para a superfície iluminada pelo Sol, propiciando o crescimento e a reprodução dessas pequeninas plantas.

Imagens por NASA/USGS Landsat. Legendas das fotos por Ellen Gray.