Máquinas de lavar roupa não são algo em que você pensa muito — até precisar de uma delas. Quando eu ouvi rumores sobre máquinas de lavar inovadoras na CES no mês passado, decidi olhar as opções que estão disponíveis para quem mora em apartamentos sem lavanderia. Por enquanto, não há muito o que fazer, mas em breve você poderá colocar uma máquina onde quiser na sua casa.

As anti-máquinas

Em alguns casos, as empresas estão abandonando o aparelho completo e experimentando uma tecnologia nova para lavar as roupas. Vou começar com o meu favorito, chamado Dolfi; eu definitivamente estou pensando em comprar essa coisa. É basicamente um retângulo de plástico que você coloca em uma pia ou balde de água com um pouco de detergente e limpa suas roupas com vibrações ultra-sônicas.

máquinas de lavar 01

Eis a ciência por trás dele. No centro do dispositivo de plástico (projetado para se parecer com uma barra de sabão) há um transdutor de ultrassom que emite ondas sonoras que viajam através da água e formam bolhas microscópicas invisíveis de alta pressão. Essas bolhas implodem, criando milhões de microjatos de correntes de líquido. A força das minúsculas vibrações desaloja a sujeira e as manchas de suas roupas, depois de elas serem decompostas pelo detergente.

Eu quero! Depois de uma campanha bem sucedida no Indiegogo, o Dolfi será lançado em agosto, custando cerca de 100 dólares. Ele é vendido como um gadget para viagens, pronto para colocar na mala, mas cara, eu deixaria um na pia do meu banheiro, só para dispensar uma viagem semanal até a lavanderia. Ele se pagaria em um mês.

Outra máquina-sem-máquina é o Swash— basicamente um odorizante e “desamassador”, mas sem ferro. Você enfia a sua roupa suja em um rack, estica e prende em um quadro, adiciona um “Swash pod”, e o Swash basicamente dá às suas roupas um pouco de frescor em cerca de 10 minutos.

Meu colega de trabalho experimentou e achou que é útil, sim, mas com o preço de US$500, não dá para dizer que ele é barato. Além disso, você tem que continuar comprando os pods. Não vai substituir sua rotina atual na lavagem de roupas, mas, assim como o Dolfi, seria um quebra-galho útil para resolver seus problemas quando uma camisa que você realmente quer usar ainda esta noite está com aquele cheirinho de usada.

Quanto menor, melhor

Além dessas, há também as próprias máquinas reais. De repente, os fabricantes estão prestando mais atenção ao design — e como esses trambolhos vão caber no seu apartamento na vida real. A queridinha doméstica da CES, por exemplo, foi a máquna de lavar “futurista” LG Twin Wash. Aqui está o truque: de fato, ela é uma máquina de lavar comum, mas com uma pequena mini-lavadora embutida na parte de baixo. A ideia é que você pode lavar duas cargas simultaneamente, para separar as roupas brancas ou outras que precisem de cuidados sem precisar esperar um ciclo completo.

Fiquei interessado porque a mini-lavadora também pode operar por conta própria e será vendida separadamente — uma coisinha bonitinha com o tamanho perfeito para uma única pessoa razoavelmente limpa. O grande problema é que, como um porta-voz da LG me disse, ela precisa ser conectada a uma máquina maior para funcionar. Ela deve ser lançada ainda este ano, e eu te suplico, LG, faça a mini-lavadora independente.

Naturalmente, pequenas lava-roupas portáteis já estão por aí. A desvantagem, porém, é que eles precisam ser ligados a uma conexão tradicional de máquina de lavar, que muitos apartamentos não têm, ou uma torneira de pia, o que tem os seus próprios inconvenientes. Além disso, elas custam por volta de US$300. Pessoalmente, a esse preço e ainda dependendo de uma pia, eu vou tentar aguentar até a próxima inovação. Estou neste momento suplicando para que uma boa peça de maquinaria se torne realidade. É apenas um protótipo agora — na verdade, é mais de um projeto-conceito –, e não melhora a funcionalidade da máquina de lavar tradicional em nenhum aspecto. A imagem não inclui sequer qualquer fonte de água. Mas olha que bonito!

máquinas de lavar 02

É tão “o futuro”! Você poderia colocar no seu quarto em vez de escondê-la no armário. Se alguém projetou uma máquina de lavar portátil tão elegante e consegue vendê-la a um preço razoável, entre em contato. Especialmente se ela não precisa de uma conexão de água tradicional. O que me leva para a próxima grande coisa em tecnologia de lavanderia.

O verdadeiro futuro: nada de água

Máquinas de lavar sem água têm sido apontadas há algum tempo como O Futuro. Obviamente, não por questões pessoais, mas sim para resolver a escassez de água e a crise ambiental que o planeta enfrenta. A inovação que está deixando os blogueiros de tecnologia animados no momento é a máquina de lavar Xeros, que limpa roupas com grânulos de polímeros de nylon em vez de água e sabão.

A Xeros não é sem água, mas usa 70% menos água do que uma máquina normal — as roupas praticamente só precisam estar úmidas para que as pérolas sintéticas façam sua tarefa. A empresa explica direitinho como ela funciona:

Em qualquer processo de limpeza de têxteis, a combinação de ação mecânica sobre o pano, a química dos detergentes e temperatura para ativar isso atuam juntos ao longo do ciclo de lavagem. Quanto maior for a ação, mais detergente for aplicado e mais elevada a temperatura utilizada, geralmente, melhor a limpeza. Grandes quantidades de água são necessárias também para permitir a suspensão da sujeira e sua remoção, e depois novamente no enxágue.

A Xeros pega os elementos necessários para uma boa limpeza e os reinventa completamente. As pérolas de polímero fornecem uma ação mecânica suave e uniforme sobre o pano, auxiliando a remoção de manchas e sujeira. A sua natureza hidrófoba permite uma melhor remoção de manchas oleosas e gordurosas do que com os sistemas à base de água, e a química de superfície polar atrai e retém todos os tipos de manchas, uma vez que é transportada para longe da superfície do pano. Alguns polímeros têm até mesmo a capacidade de absorver as manchas na sua estrutura molecular.

Como resultado, uma ótima limpeza pode ser conseguida a temperaturas mais baixas e com menos detergente. A água atua como um lubrificante no processo da Xeros em vez de ser o meio principal de lavagem e, portanto, muito menos água é necessária. A água de enxágue também é reduzida, já que há menos detergente para ser lavado.

O que isso significa para o meu sonho de lavar minhas roupas no meu apartamento minúsculo? Nada. Não agora. A tecnologia já está engatinhando na indústria hoteleira, com várias empresas de serviços públicos formando parcerias para trazer o método das esferas de polímero para hotéis. Mas ele ainda está em desenvolvimento. No momento, não há cronograma para uma máquina dessas estar disponível para consumidores, muito menos uma estimativa de preço. OK. Eu espero.

Ainda não chegamos lá, mas é bom saber que vocês estão tentando. À medida que a tecnologia melhorar e os preços caírem, eu talvez possa realmente vir a conhecer a experiência adulta de lavar minha roupa de baixo na minha própria casa, como eu sempre quis.