Tente mandar uma mensagem de texto em São Paulo durante o Ano Novo e veja só o que acontece: há muitos dados e pouca banda para lidar com tudo isso. Mas agora uma equipe de pesquisadores diz ter desenvolvido ondas torcidas de rádio, inspiradas no clássico macarrão parafuso, que poderão permitir um número de canais “potencialmente infinito” para difundir dados simultaneamente.

Parece bobo, mas trata-se de uma tática bem esperta. O segredo é forçar as ondas de rádio a se torcerem em seu próprio eixo enquanto elas viajam, ficando no formato de um fusilli enquanto elas se movem, segundo a explicação dos pesquisadores no New Journal of Physics. O doutor Fabrizio Tamburini, um dos pesquisadores, explicou ao PhysOrg:

“Em uma perspectiva tridimensional, essa torção parece como uma emissão em formato de fusilli. Cada um desses raios torcidos pode ser gerado independentemente, propagado e detectado até mesmo na mesma frequência de banda, funcionando como canais independentes de comunicação.”

A equipe demonstrou a técnica em Veneza, transmitindo duas ondas de rádio torcidas, em uma banda de 2.4 GHz, em uma distância de 442 metros. Mas os pesquisadores dizem que seria fácil adicionar e manter mais e mais ondas torcidas, para aumentar o número de sinais que podem ser enviados simultaneamente. Mal posso esperar. [New Journal of Physics e PhysOrg; Imagem: verseguru]