O iOS 8 já está disponível para iPhone, iPad e iPod Touch. Atualizar é um processo simples, mas requer um pouco de atenção. Por isso, confira o guia abaixo para sanar quaisquer dúvidas.

Quem pode atualizar para o iOS 8?

O iOS 8 está disponível para iPhone 4S/5/5c/5S, e já vem pré-instalado nos iPhones 6 e 6 Plus. Ele também é compatível com o iPad 2/3/4/Air/Mini/Mini Retina, e com o iPod Touch de quinta geração. Dispositivos mais antigos, como o iPhone 4, não serão atualizados.

Divulgação

Devo atualizar para o iOS 8?

Se seu dispositivo for compatível, então sim! O iOS 8 traz um monte de recursos bacanas: interação entre apps, teclados de terceiros, widgets, câmera com fotografia timelapse, e maior integração com seu Mac. Não é uma releitura visual como o iOS 7, mas é um belo avanço com um monte de funcionalidades.

Mas atenção: se você tem um iPhone 4S, iPad 2 ou iPad Mini de primeira geração, melhor pensar duas vezes antes de atualizar. Estes são os dispositivos mais antigos elegíveis para o iOS 8, e podem ficar lentos. O iPhone 4S, por exemplo, demora até 50% mais tempo em determinadas tarefas após ser atualizados; os iPads mais antigos não devem funcionar muito melhor.

É possível que isso melhore com futuras atualizações para o iOS 8, mas é melhor esperar por enquanto. Afinal, é muito difícil (se não impossível) voltar para o iOS 7. Por isso, pense bem se as vantagens do iOS 8 compensam as desvantagens de desempenho para você.

Quais recursos do iOS 8 não chegarão a dispositivos mais antigos?

O iOS 8 terá algumas limitações no iPad 2, 3 e no iPhone 4S. Como eles não têm suporte a AirDrop, o Handoff não vai funcionar: ou seja, não dá para visitar uma página da web no iPhone e vê-la abrir automaticamente no Mac, por exemplo. Nos outros dispositivos, existe essa integração em apps como o Mail, Safari, Pages, Numbers, Keynote, Mapas e outros, inclusive de terceiros.

Há outras ressalvas menores:

  • o app Saúde está disponível apenas para o iPhone 4S ou superior, e para o iPod Touch 5th gen;
  • apenas dispositivos com processador 64-bit (iPhone 5S, iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPad Air, iPad Mini Retina) poderão rodar apps 64-bit;
  • dispositivos sem Touch ID não poderão usar as digitais para pagar compras;
  • só os novos iPhone 6 e 6 Plus poderão usar a tecnologia NFC para o Apple Pay (e só para isso).

O que é preciso fazer antes de atualizar?

É melhor fazer backup de seu smartphone ou tablet antes de instalar o iOS 8, só para garantir. Tudo deve correr bem, mas você não perde nada em ser cauteloso. O processo é bem simples:

  • no iCloud: conecte-se a uma rede Wi-Fi, vá em Ajustes > iCloud > Armazenamento e Backup e toque em Efetuar Backup Agora.

Divulgação

  • no iTunes: conecte seu dispositivo ao seu computador, selecione a aba Resumo, e role a tela até a segunda parte. Em “Fazer o Backup Manualmente e Restaurar”, escolha “Fazer Backup Agora”.

Divulgação

E como atualizar?

É simples: vá em Ajustes > Geral > Atualização de Software e baixe o iOS 8. Mas tenha paciência: os servidores da Apple vão sofrer uma pressão danada nestas primeiras horas.

O download varia entre 4,7 GB e 7 GB. Em alguns dispositivos, isso pode ser muito: se faltar espaço, use o iTunes no Windows ou Mac para atualizar – ele não exige que seu dispositivo tenha tanto espaço livre. Conecte seu dispositivo ao seu computador, selecione a aba Resumo, encontre seu dispositivo e clique em “Atualizar”.

E agora?

Agora é só experimentar os novos recursos: interaja com apps diretamente a partir de suas notificações; aproveite a busca melhorada do Spotlight; instale os teclados alternativos Swype ou SwiftKey; insira widgets na área de notificações; e mais.

Vale lembrar que os recursos de continuidade – abrir um arquivo no celular e vê-lo aberto no Mac automaticamente, por exemplo – só estarão disponíveis com o OS X Yosemite, que chegará em alguns meses.