Os cientistas que estudam a origem das colossais “ondas errantes” que avançam sobre navios em águas aparentemente calmas convocaram blocos de LEGO para ajudar em sua busca por respostas.

Um time de pesquisadores da Universidade Nacional da Austrália tem conduzido experimentos em dinâmica não-linear na esperança de que eles sejam capazes de explicar as ondas assassinas com amplitude muito maior que aquelas ao seu redor. As misteriosas e lendárias ondas apenas recentemente foram aceitas como fato científico e graças aos experimentos com LEGO, os cientistas agora sabem que elas podem ser muito piores do que se imaginava a princípio.

“Usando um aquário científico, um gerador de ondas e um homem de LEGO em seu barquinho flutuando na superfície da água, os cientistas foram capazes de demonstrar que as ondas errantes muito maiores que previamente se imaginava podem ocorrer. O time as classifico de ‘super ondas errantes’, já que elas podem ser até cinco vezes maiores do que as outras ondas ao seu redor.”

SUPER ONDA ERRANTE. Os cientistas não especificam a altura que essas ondas medonhas podem alcançar, mas baseado no que acontece com a em miniatura, é seguro assumir que pelo menos algo próximo das que aparecem em “Mar em Fúria”. Vocês viram o homem LEGO afundar? Triste para ele. Mais uma vítima do progresso científico. [Universidade Nacional da Austrália via PhysOrg]