Em 1981, Bill Gates e Paul Allen, cofundadores da Microsoft, tomaram uma decisão audaciosa: eles licenciaram o MS-DOS para a IBM, mas em um acordo no qual eles manteriam o controle total do software. Para marcar a ocasião, a dupla foi fotografada em meio a um mar de computadores da época – e agora eles recriaram a imagem.

Muita coisa aconteceu em 1981, na verdade. A IBM foi à Microsoft em busca de um sistema operacional 16-bit. Em vez de escrever um OS do zero, a Microsoft comprou o já existente QDOS da empresa Seattle Computer Products, por um total de US$75.000 (licença não-exclusiva mais direitos autorais).

Ele se tornou MS-DOS e, em agosto do mesmo ano, a IBM começava a vender computadores pessoais com o sistema. Esse foi o primeiro passo que transformou Bill Gates e Paul Allen em dois dos homens mais ricos do mundo.

Só que a parceria entre eles teve seus percalços. Em 2011, Allen publicou uma autobiografia dizendo que se sentia traído por Gates. Por exemplo, Allen diz que, enquanto ele lutava contra um câncer no sistema linfático, Bill Gates e Steve Ballmer tentaram tirá-lo da Microsoft. Supostamente, eles queriam diluir as ações dele (como Mark Zuckerberg fez com Eduardo Saverin).

Mas parece que essas feridas do passado já sararam. No ano passado, Allen incluiu um epílogo em seu livro dizendo que retomou a amizade com Gates. Ele escreve que “a história que compartilhamos é mais poderosa que qualquer coisa que surja entre nós”.

A nova foto, tirada no Museu do Computador Vivo de Seattle – fundado por Allen – mostra os dois cercados por exatamente o mesmo hardware. Um porta-voz diz que a equipe do museu procurou os mesmos PCs especialmente para a visita de Gates. [Paul Allen via GeekWire via The Verge]

Bill-Gates-and-Paul-Allen-19811