Nem eu! Mas a nova exposição Mood Swings em Londres vai exibir uma série de grandes obras de metal – sete portões feitos de pedaços de ferro antigos – soldados à mão pelo cantor de “Like a Rolling Stone”.

bob dylan steampunk (2)

A descrição que ele faz do próprio trabalho tem, é claro, um estilo Dylan: “Portões têm apelo para mim por causa do espaço negativo [ao redor de outro objeto] que eles permitem. Eles podem estar fechados, ao mesmo tempo em que permitem às estações do ano e à brisa entrar e fluir. Eles podem deixar você para fora ou para dentro – e de certa forma, não há diferença nisso.”

bob dylan steampunk (3)

Pelas fotos de imprensa, o estilo dele está próximo ao steampunk. Em se tratando de design, este movimento prioriza materiais como latão, ferro e madeira, e borra os limites entre instrumento e decoração – é o caso destes portões. Mas eles não são totalmente steampunk: além de criar um equilíbrio entre forma e função, eles precisariam de um elemento retrofuturista, que dá a tecnologias do presente um aspecto do passado (como, por exemplo, computadores de madeira ou aviões movidos a vapor).

Independente disso, é incrível ver Dylan em seu estúdio cercado por sucata enferrujada, examinando a grande quantidade de material pronto para se tornar uma nova obra.

bob dylan steampunk (4)

Além das estruturas estranhas, estarão disponíveis para compra estas telas em silk-screen e cópias em edição limitada. A exposição Mood Swings estará na Halcyon Gallery, em Londres, de 16 de novembro a 25 de janeiro. [Eye Magazine]

E já que você está aqui, diga-nos: qual é a sua música favorita do Bob Dylan? Uma escolha difícil, claro, mas para mim é Worried Blues.

bob dylan steampunk (5)

Todas as fotos por John Shearer