Assim como chefões de tráfico de drogas e piratas em alto-mar, os arquitetos também se vêem com constância em disputas implacáveis e mortais. Desta vez, a menção honrosa vai para duas firmas tentando remodelar a desembocadura da enseada de Copenhague com um edifício-ponte maluco. Uma equipe quer fazer duas torres com uma passarela entre elas e a outra projetou um edifício que atravessa inteiramente a enseada, fazendo em uma única construção uma ponte e uma torre. Veja abaixo mais imagens para você julgar este duelo mortal:

O design de duas torres de Steven Holl foi duramente criticado após ser escolhido como o vencedor original do design da enseada “LM”. Isto deu cria à resposta da 3XN. Mas antes de descartar a opção de Holl, você precisa dar parabéns à equipe por apresentar algumas características tecnológicas bem legais. Os edifícios teriam um véu de telas solares fotovoltaicas que, combinadas com as turbinas de vento que se alinham no topo da passarela a 65 metros de altura, forneceriam eletricidade para todos os espaços públicos de toda a construção. Nada mau.

O design da 3XN, basicamente uma refutação do projeto de Holl, tem uma proposta cheia de jargões enfadonhos como “complexo”, “coerente”, “diferente”, “distinto” e “flexível”, mas quando vai ver, a coisa é totalmente louca. No bom sentido. A passarela ainda existe, mas está escondida como parte da estrutura de dois apoios, um prédio e um prédio baixo. Não há informações sobre o caráter ecológico desta construção em particular, mas chuto que, considerando o fato de ser a Dinamarca e tal, o troço deve ser super ecológico como o de Holl.

Pronto, eis a briguinha arquitetônica dinamarquesa. Você consegue sentir o cheiro de ódio? Update: um leitor legal chamado Jakob que mora – presumo – um bocado mais perto de Copenhague do que eu enviou um link para todas as propostas, inclusive as originais que o Holl partiu pra cima e esmagou. Elas são todas magníficas e insanas, então dê uma olhada nelas aqui. [Design Boom – 3XN and Design Boom – Holl]