Themis, uma flotilha de satélites da NASA estudando perturbações geomagnéticas, descobriu um enorme buraco no campo magnético da Terra que nos protege contra partículas solares, algo que pode provocar graves transtornos em redes de energia, computadores e comunicações.

O que nós observamos foi a brecha na camada. Isto nos surpreendeu completamente. A abertura era enorme – quatro vezes maior que a própria Terra; este tipo de influxo é de uma ordem de magnitude muito maior do que imaginávamos ser possível.

Este foi Jimmy Raeder, um físico da Universidade de New Hampshire, mas não se desespere, caro leitor, porque de acordo com Marit Oieroset – Professor da Universidade de Califórnia em Berkeley – mesmo “crescendo bem rapidinho”, o buraco só durou uma hora. Durante este período, a quantidade de vento solar entrando na superfície na Terra foi vinte vezes maior que o normal.

A boa notícia é que, enquanto os cientistas pensavam que a brecha solar aconteceu quando os campos magnéticos da Terra e do Sol estavam nas direções opostas, os dados coletados pela Themis mostram que foi exatamente o contrário. Ou seja: estes caras não fazem a menor idéia do que está acontecendo! CORRAM PARA OS ABRIGOS AGORA!