A idéia de captar energia solar do espaço já existe há um tempinho; Asimov a incluiu em pelo menos duas de suas histórias que consigo me lembrar – mas poderá virar realidade em 2016.

PG&E, a maior empresa de fornecimento de eletricidade da Califórnia (a que leva o meu dinheiro, por sinal), acabou de assinar um acordo de obtenção de energia solar espacial da Solaren.

O plano é que os painéis solares coletem energia no espaço e mandem para baixo via radiofrequência. O sinal transmitido seria convertido em energia usável na Terra e entraria na rede. A quantidade de energia gerada por uma estação poderia chegar a 4.8 Gigawatts (

A empreitada não traz risco para a PG&E porque eles não estão investindo dinheiro algum na companhia, apenas acordando comprar energia a uma certa cotação se o "produto" realmente ficar disponível até 2016. [MSNBC]