Grandes empresas como Apple, Samsung e Amazon estão apostando que nossas casas se tornarão mais inteligentes graças a dispositivos conectados à internet. Um efeito imprevisto disso é que essas residências poderão ajudar na investigação de crimes.

Segundo o The Information, a polícia de Bentonville (EUA) investigou a casa de James Andrew Bates, acusado de matar Victor Collins, e diz que o medidor de água inteligente pode ser usado como prova do crime.

O medidor mostra que 530 litros de água foram usados ​​entre 1h e 3h da manhã na noite em que Collins foi encontrado morto na banheira de Bates. Os investigadores alegam que a água foi usada para lavar as provas do que teria acontecido na varanda da casa.

A polícia também emitiu um mandado para que a Amazon cedesse todos os áudios e registros gravados pelo Echo que pertence a Bates. Trata-se de um alto-falante inteligente que usa “reconhecimento de fala de campo distante” para constantemente ouvir seus comandos de voz.

A Amazon se recusou a entregar à polícia os dados que o Echo gravou nos servidores da empresa, mas cedeu detalhes da conta de Bates, incluindo as compras dele. Em comunicado ao Engadget, a empresa diz:

A Amazon não divulga informações sobre clientes sem uma solicitação legal válida e vinculativa devidamente entregue a nós. Por rotina, a Amazon se opõe a demandas excessivas ou impróprias.

O Echo só captura áudio (e o transmite para a nuvem) quando o dispositivo ouve a palavra “Alexa”, nome da assistente pessoal da Amazon. Um anel na parte superior do dispositivo fica azul para indicar visualmente que o áudio está sendo gravado. Esses trechos ficam armazenados na nuvem até que o cliente os remova individualmente, ou todos de uma vez, neste link.

O caso levanta algumas questões sobre privacidade: os dados de dispositivos inteligentes em nossa casa deveriam ser usados contra nós em casos criminais? Há também outro problema: e se o dispositivo fizer medições incorretas – toda tecnologia é passível de falhas – e for usado como prova mesmo assim?

[The Information via Engadget]