Compare estas duas capas. Na esquerda, a revista espanhola sobre ciência Muy Interesante tem um artigo chamado “Mitos e verdades sobre o pênis”. Na direita, a capa padrão da Cosmopolitan com “50 dicas pervertidas sobre sexo” e “Seu outro ponto G”.

Ambas as revistas são recomendadas pra maiores de 12 anos no Newsstand da Apple. Apesar disso, apenas a revista científica com o artigo sobre pênis foi censurada pela Apple este mês. Por quê?

Porque, de acordo com a Apple, é contra as diretrizes de conteúdo da empresa.

Quando a Muy Interesante enviou a edição, a Apple respondeu com um e-mail tirando-a do ar, alegando que o conteúdo da revista era inapropriado para a classificação etária que a revista estava incluída. A mesma classificação etária que ela compartilha com a Cosmopolitan.

Nós completamos a verificação dos seus anexos, mas não podemos publicá-las na App Store porque a categoria [“12 anos ou superior”] não corresponde a esse conteúdo. Ela não está de acordo com as diretrizes da App Store:

3.8. Desenvolvedores são responsáveis por atribuir uma categoria para seus aplicativos. A Apple pode mudar categorias inapropriadas.

Já que seu aplicativo contém temas adultos sugestivos, isso deve ser refletido na sua categoria.

Porque uma revista sobre ciência deveria ser classificada como 16+ ou 18+ enquanto 50 dcas sexuais pervertidas – votadas pelos homens! – é totalmente adequado para qualquer pessoa com mais de 12 anos é um mistério. Parece que a censura da Apple não tem nenhum problema com crianças de 12 anos aprendendo sobre sexo pervertido e ponto G, mas tem problemas com as mesmas crianças aprendendo fatos científicos sobre bingulins.

A revista já enviou uma nova capa, onde eles alteraram o “Verdades e mitos sobre o pênis” para “Verdades e mentiras sobre aquele membro notável”, que seria hilário se a Apple não tivessem sido tão estúpida e patética para começo de conversa. A revista não recebeu resposta da Apple ainda.

A Apple não gosta de pênis

Essa não é a primeira vez que a Apple teve problemas com a genitália masculina ou nudez masculina. Em junho de 2010, depois de eliminar da App Store uma HQ erótica baseada em Ulysses de James Joyce, a Apple censurou a versão HQ de A importância de ser honesto de Oscar Wilde porque ele mostrava dois homens nus se beijando. Além disso, eles censuraram apps mostrando homens em trajes de banho pequenos apesar de permitir apps mostrando mulheres em biquínis minúsculos.

E claro, não é apenas sobre pênis. Eles têm problemas com peitos nus também. Ou pelo menos com os mamilos da Madonna.

Mas estou fuginfo do assunto. Isso não é sobre casos específicos. Isso é sobre a mesma censura estúpida e arbitrária da Apple que acontece todo dia na App Store, incluindo vários casos que nem ficamos sabendo.

Censura é ruim e pronto

Toda essa censura ainda não faz sentido. Não em seu estado atual, por que as políticas arbitrárias da Apple – moldadas na era anti-pornografia de Jobs – claramente não funcionam quando coisas assim ainda acontecem.

O fato é que você não pode criar um grupo de regras nebulosas e então esperar que seus servos imponham o que diabos eles queiram impor, baseado no seu julgamento arbitrário ou em fobias.

Este novo episódio mostra, mais uma vez, que Donata Hopfen DEO da Bild Digital estava certa em 2010 quando disse: “Hoje eles censuram mamilos, amanhã conteúdo editorial.”

E eu tenho medo que é isso que nós recebemos quando temos uma empresa dominando uma nova plataforma de computação e usando julgamento arbitrário para decidir qual conteúdo pode entrar na sua “banca”. E este é o motivo pelo qual eu quero que tablets Android, o Kindle Fire da Amazon e tablets da Microsoft prosperem, para que nós – o mercado – possamos acabar com essa loucura. A Apple aparentemente não quer definir regras e categorias claras que permitam que qualquer conteúdo possa existir na plataforma dela.

Talvez o Tim Cook da Apple leia sobre isso, pegue o telefone e vá socar pessoalmente o imbecil que fez isso. Eu gosto de pensar nisso, mas não tanto quanto eu gosto de imaginá-lo mudando as políticas da empresa. Não porque alguns de seus censores possam ser percebidos como puritanos (não toque no seu pênis!) enquanto outros não dão a mínima para conteúdo sexual óbvio chegando a menores (eis aqui 50 dicas pervertidas para deixar seu pênis duro!), mas porque conteúdo deveria fluir livre em qualquer mídia.