Fazer um arremesso certeiro no basquete é geralmente atribuído a anos de prática e a um talento nato. Mas e se você pudesse sempre acertar nos arremessos, ou ficar bem melhor nisso, apenas aprendendo um pouquinho de ciência mecânica?

Larry Silverberg, engenheiro mecânico da North Carolina State University, analisou “milhões de trajetórias baseadas em arremessos dos melhores jogadores de lance livre”, e identificou o melhor método:

A fórmula mágica: um ângulo de arremesso de 52 graus, três rotações por segundo de backspin [giro para trás], e mirando em um ponto a 7cm atrás do centro da cesta, em direção à parte de trás do aro.

“Com o backspin, se a bola bater no aro ou na tabela, o contato amortece a bola”, diz Silverberg. “Isto significa que ela fica mais lenta, permanece mais perto da cesta, e a chance de entrar é maior.”

Mirar atrás do centro da cesta, em vez de mirar no centro, é melhor porque permite ao jogador errar a mira e ainda ter a chance de marcar cesta. E lançar a bola a 52 graus (ideal para um jogador de 2m) pode parecer meio absurdo de se lembrar, mas dá para fazer isto tentando mirar o ângulo da bola na parte superior da tabela.

Silverberg explica que, obviamente, ninguém vai usar um livro de matemática durante o jogo, mas os cálculos ajudam no treinamento:

Jogadores não podem criar estas imagens mentais no frenesi de um jogo, é claro, mas fazendo isso na prática eles podem obter uma percepção intutiva de onde mirar a partir de diferentes pontos da quadra. “É uma ferramenta de treinamento”, diz Silverberg.

Talvez você não chegue até a NBA usando cálculos, mas experimente estas dicas da próxima vez que você tentar um lance livre – você vai jogar bem melhor. [Reuters]

Foto por S.Pytel/Shutterstock