Max Burnet trabalhou com computadores por toda a sua vida e não se distanciou deles na aposentadoria: juntou uma grande quantidade de hardware em sua casa, criando o que pode ser a maior coleção desse tipo na Austrália e uma das mais extensas do mundo. Ele tem de tudo – de um totalizador eletromecânico da década de 20 a mainframes de cartão perfurado e Apple Lisa – em seu estoque, e curiosidades não ficam de lado; ele tem espécimes primitivos de disco rígido e RAM, além de uma biblioteca com mais de 6.000 manuais de computação vintage.

524631

Como era provavelmente o caso do avarento da Apple, a coleção de Burnet deve ter sido mantida por uma mistura especial de psicologia excêntrica e firme entusiasmo. Confira uma galeria aqui. [CIO via Slashdot]