Escolher planos de celular, seja no pré ou no pós-pago, é uma tarefa árdua: são tantas opções, promoções e condições que às vezes fazemos a decisão errada. Então por que não criar um site que reúne tudo isso e decide por você qual plano comprar, dependendo do seu uso? Esta é a ideia do Pricez. Vamos ver como funciona.

O Pricez oferece duas opções: a melhor oferta no pós-pago ou no pré, qualquer que seja seu DDD. O site já até conta com alguns celulares à venda, mas a loja ainda está começando. (No futuro, o Pricez pretende comparar o preço de celulares entre operadoras.) Como o site está sob forte demanda, talvez você não consiga realizar a simulação: se for o caso, tente novamente mais tarde.

Pós-pago

A simulação do plano pós é bem completa, como você vê acima. Você escolhe quantos minutos fala por mês, e para qual operadora você mais liga – afinal, ligações on-net (para a mesma operadora) são mais baratas. Há controles bem precisos: DDD, roaming, até duração de ligações on-net e off-net (para outra operadora). Você também pode escolher quantos SMS e megabytes quer por mês, mas só pode escolher até 300MB mensais – é pouco.

Para o plano pós, você precisa realizar cadastro, que é bem simples (mas requer seu número de celular). Testamos três perfis no DDD 11: básico, intermediário e completo, descritos abaixo.

Nos três, a Oi tem os planos mais baratos. A TIM fica no segundo lugar em dois cenários (no outro é a Claro), enquanto a Vivo alterna entre a terceira e a quarta/última posição. Veja abaixo os resultados (clique para ampliar):


Básico: 50 minutos, 50 SMS, 100MB

Intermediário: 100 minutos, 100 SMS, 200MB

Completo: 200 minutos, 200 SMS, 300MB

Todos no DDD 11. Em todos, supomos 40% de chamadas para outras operadoras.

Eu refiz a simulação no site das operadoras, e percebi alguns detalhes. O Pricez ainda considera os planos Oi à Vontade, que a operadora não vende mais: agora, a opção é entre Oi Conta e Oi Smartphone. Mesmo assim, os valores reais são bem próximos: R$41, R$85 e R$112 (em vez de R$48, R$89 e R$115 no simulador).

O simulador do Pricez divide o custo mensal em franquia e excedente: muitas vezes, vale a pena comprar um plano menor (franquia) e pagar por uso extra (excedente) do que entrar em um plano mais completo.

Só que, mesmo considerando apenas a franquia, os valores dos planos da TIM e Vivo nem sempre são exatamente o que está no simulador do Pricez. Felizmente, quando há diferença, em geral ela é pequena, de até R$10 para cima na franquia (sem considerar o excedente). Então a ferramenta, nos meus testes, se mostrou razoavelmente confiável.

O simulador por enquanto inclui só planos, não celulares na operadora (só varejo). Como o preço do celular geralmente varia com o plano, você não pode calcular o custo total de posse de um aparelho novo. Mas como você vê mais abaixo, a intenção do Pricez é se tornar uma loja de celulares também – portanto esta função pode chegar em breve.

O simulador também inclui opções de pré-pago e plano controle, caso eles sejam tão ou mais vantajosos que no pós. No entanto, mesmo com consumo baixo de voz e dados, vi poucos desses planos sendo oferecidos na simulação.

Pré-pago

Escolher um plano pré é simples: diga quantos reais você carrega por mês em créditos, e pronto. Por padrão, ele considera ligações de 2min em média, mas você pode ajustar isso. (Também é possível escolher ligações ilimitadas.)

Simulando um gasto de R$20, R$30 e R$50 mensais com ligações de 3min, o melhor plano pré-pago é o da Oi, seguido pela Claro. A TIM, por sua vez, oferece o pior plano no pré. Mesmo com ligações ilimitadas, o melhor plano é da Claro – e o pior é da TIM. Com as promoções agressivas da TIM no pré-pago, o resultado é inesperado.

E o simulador está certo. Ele faz a pergunta: qual o número máximo de minutos que sua recarga pode comprar? Na TIM, é ligando para outro TIM. Na Oi, que oferece bônus, você liga de graça para Oi, e gasta os créditos em outra operadora. No fim, você pode ter mais minutos na Oi que na TIM.

Mas o simulador não faz a pergunta certa. Eu não quero maximizar meu tempo no celular: eu mal o uso para telefonar – prefiro mandar SMS ou usar redes sociais. E por enquanto as diversas opções no simulador do pós-pago – mensagens, dados e outros – não aparecem para o pré-pago. Esperamos que o simulador do pré-pago evolua em breve.

O serviço

O Pricez foi criado por um grupo de ex-alunos do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). Segundo Diego Oliveira, presidente da Pricez, “ficamos quatro anos definindo qual seria o melhor modelo a ser implantado”. Quatro anos! Dá trabalho elaborar um serviço como este.

Para criar o Pricez, foi preciso fazer parceria com as operadoras, afinal é delas que vêm os dados – o site não pega os preços um a um, isso seria inviável. O emaranhado de dados é realmente complexo: “existem mais de 40 mil combinações de planos e promoções por DDD”, segundo Oliveira. Os dados são revisados quatro vezes ao ano, coincidindo com: Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal – são as quatro datas-chave para as operadoras.

O Pricez quer ser um grande portal de telefonia que reúne operadoras, lojas de celulares e até a Anatel. A ideia é que o usuário clique no plano e aparelho escolhido e feche o contrato direto no site da operadora. Isso não tem custo para o usuário: “quem vende o plano é operadora, não faturamos o cliente”, explica Pedro Souza, um dos sócios da Pricez. Por enquanto, isso não é possível: o botão “Comprar” que acompanha os planos exibe a mensagem “Em breve disponível”; e há uma loja, mas apenas com poucos aparelhos, e só no varejo.

O Pricez ganhou destaque esta semana pois foi lançado o primeiro Índice Pricez, criado em parceira entre a empresa e o portal Teleco. Na primeira edição do índice, a Oi foi a opção mais barata em quatro de seis perfis de uso: dois no pré-pago, e dois no pós-pago. Os detalhes do Índice Pricez estão a seguir: [Teletime e Computerworld]