A Microsoft liberou essa semana o Office Web Apps, introduzindo um suíte básico e gratuito do Office para usar na web. Como ele se sai em comparação com o Google Docs? Confira aqui um comparativo de cada aplicativo, com suas habilidades e fraquezas.

Onde o Office Web Apps Manda Bem

Compatibilidade com o Microsoft Office

Como você deve imaginar, quando se trata de fazer o upload de um arquivo complexo de Word, Excel ou PowerPoint na web e manter a mesma forma do arquivo em seu desktop, o Web Apps faz isso com maestria. Em nosso pequeno teste, no entanto, nós não sabemos o limite de complexidade aceito.

Nós fizemos o upload de alguns arquivos diferentes de Word, Excel e PowerPoint nos dois sistemas, e confiamos em nossas experiências passadas com o Docs. Para mostrar as diferenças, fizemos o teste com um arquivo no maior estilo corporativo, cheio de imagens, sub-títulos, margens, tudo no pacote. Nós o abrimos no Editor de Texto do Mac e o colocamos tanto no Google Docs quanto no Web Apps.

Primeiro, como ele ficou no Google Docs, comparado com o arquivo original no Editor de Texto:

Não é a mesma coisa, mas você também deve ter pensado: nada mal, hein?

Agora compare com a versão do Web Apps:

Honestamente, eu nem sabia que era para ter uma imagem no topo do texto antes de vê-lo na versão online do Office. Existe uma grande discussão sobre formatos de arquvios abertos, juntamente com a sub-discussão sobre a excesso de arquivos enviados em documentos de Word. Mas se você usa diariamente o Word, o Excel e o PowerPoint, o Office Web Apps pode ser seu novo Google Docs agora.

Seleção de Fontes (no Windows)

Outro detalhe pouco discutido em suítes onlines de edição até hoje: seleção de fontes. Quando você abre o Google Docs em qualquer navegador ou sistema operacional, você encontra um conjunto pequeno de fontes padrões para escolher.

No entanto, abrindo o Office Web Apps para Windows, você tem acesso a todas as fontes instaladas em seu computador, tanto para criar quanto para ler arquivos com fontes especiais. Isso pode não significar nada para muita gente, mas para pessoas que dão muita importância para fontes, o Office Web Apps parece um sistema mais conveniente.

Espaço de Armazenamento e Acesso

 Enquanto o Google oferece acesso universal e várias novidades com frequência para seus serviços online, a Microsoft rebate com muito espaço de armazenamento. São 25 GB de espaço para armazenar o que você quiser – incluindo imagens, músicas e vídeos para usar em arquivos e apresentações. E alguns desenvolvedores espertos já descobriram modos de montar o SkyDrive para transformá-lo num armazenador comum. De repente, o generoso 1 GB oferecido pelo Google no Docs não parece assim tão impressionante.

OneNote

 Se sua vida parece sem sentido e incompleta sem a conexão com a completa ferramenta para anotações, organização de arquivos e de vidas também, então você irá migrar para o Office Web Apps. Não é apenas a versão completa do aplicativo, mas também um editor, visualizador e adicionador de informações de seu OneNote de desktop em perfeita forma, ou seja, é algo que ou você irá amar ou não entenderá muito bem qual a grande sacada do esquema. O Jason Fitzpatrick adora o OneNote, e faz suas coisas com ele. Você pode ser assim também.

Onde o Google Continua Reinando

Como o Google Docs já está no mercado há quatro anos, é claro que o pessoal de Moutain View já aprendeu algumas coisas que os usuários querem e precisam em um suíte online. Isso fica claro no design e nas funções do Docs, principalmente para quem o usa diariamente.

Interface e Organização

Não que ele seja o aplicativo mais bonito que você já viu, mas o sistema do Google de pastas laterais, tags e um ótimo sistema de busca dão a coroa ao Google contra o Web Apps, que está completamente interligado com o ecossistema do Live.com, desenhado mais ou menos como o Hotmail, e geralmente mais difícil de lidar se você lidar com vários projetos. Adicionar algumas cores básicas para diferenciação já ajudariam o Office Web Apps um bocado, em vez de apostar no formato de ícones de pastas beges comuns aos aplicativos do Windows.

Além disso, a página inicial do Office Web Apps costumeiramente nos presenteia com um horrível banner de publicidade na parte inferior direita, aquele tipo de propaganda que você se acostumou a ver em sites de notícias que perderam o contato com seus parceiros pubicitários, blogs loucos por monetização e outros sites sem noção de publicidade online. É menos do que atraente, ainda mais quando a propaganda se mescla com o padrão bege do Live.com. (Repare que você pode mudar o tema de seu Live.com, mas a propaganda continuará lá).

Compartilhando e Colaborando

Em termos de colaboração em tempo real, o Google vence de goleada, porque o Office não oferece nada disso. Você pode compartilhar o documento para edição e visualização, e os controles na verdade são bem bons para fazer isso (como discutiremos mais adiante). Mas o Office perde pontos quando passa a chave no cadeado de edição de um arquivo aberto – trocando de laptops em minha própria casa, eu tive o acesso bloqueado várias vezes porque o Office considerava que o arquvio estava “aberto em outra conta”, mesmo quando eu desliguei o outro computador. Do outro lado, o Google Docs adicionou o sistema de colaboração no estilo do Google Wave, em tempo real, que eu e minha mulher usamos para planejar nossas férias em apenas um documento com pouquíssimos problemas e conflitos. Ambos os sistemas ligam os documentos à contas e só compartilham após pedido enviado via e-mail ou grupo de contatos do Google/Live.com; o formato do Google parece um pouco mais fácil de lidar.

Velocidade

O Google Docs é sempre bem veloz quando você está editando, subindo ou carregando novos documentos, e mesmo editando apresentações com imagens. Já o Office Web Apps te enche o saco pedindo para você instalar o Silverlight para uma “experiência mais veloz”, e não é bem isso que acontece depois que você instala o aplicativo. O Google certamente é o líder quando o assunto é arquitetura e codificação em serviços na nuvem.

Integração com o Google

Vamos ser realistas: há muito mais entusiastas do Google do que fãs do Live.com. Isso não significaria muito, exceto pelo fato de toda sua rede de amigos e colegas de trabalho serem com muito mais frequência usuários do Google, terem conta no Docs e saberem editar um arquivo no Docs. É muito mais incomum conhecer muita gente com conta no Live.com que já saiba mexer no Office Web Apps. É uma das vantagens do pioneirismo, e apenas uma questão de escala, mas continua existindo, e é digno de nota.

Onde o Docs e o Web Apps Empatam

Para alguns tipos de usuários, as diferenças entre os dois aplicativos não são necessariamente um caso de vitória ou derrota, mas sim de um estilo diferente de uso.

Controle de Acesso

O Google faz um trabalho decente deixando você escolher exatamente quem pode ver e editar seus documentos. O Office surpreendentemente faz um trabalho parecido, mas usando outra ferramenta – uma escala deslizante para cada documento, configurando entre totalmente público e aberto, apenas disponível para você, disponível para grupos, amigos particulares, e outros níveis no meio. Se sua vida é movida a contatos do Google e ao Gmail, os contatos e grupos do gigante das buscas pode trabalhar melhor com você, mas o Office Web Apps tem um bom sistema também.

A Interface

Nós adoraríamos ser sofisticados aqui e cravar um como vencedor. Mas para ser bem honesto, tanto o Docs quanto o Office Web Apps têm interfaces práticas, e se você vai preferir um ou outro depende muito do estilo que você prefere: o reino do minimalismo parceiro do teclado do Google, ou o formato em fita do Office, onde tudo é um botão. Nenhuma das duas ferramentas foi feita para utilização de todos os documentos, e os dois ficam limitados às funções básicas, espaçamento e layout em seus botões.

Esse é nosso exame final nas duas suítes online de duas gigantes da tecnologia. Nós adoraríamos incluir o Zoho na brincadeira, mas, sinceramente, não há mais muito o que explicar sobre ele – talvez em algum outro post.

E aí, o que você achou do Office Web Apps até agora? O que precisa ser adicionado e onde ele vence a compatição? Conte-nos tudos nos comentários.