Os rapazes da banda OK Go são famosos por seus videoclipes bem geeks, e eles constantemente se superam. Mas como eles superaram a maluca Máquina de Rube Goldberg do clipe de “This Too Shall Pass”? Distorcendo o tempo, é claro.

No videoclipe de “End Love”, a filmagem foi acelerada e desacelerada para produzir esses efeitos incríveis:

O mais veloz que nós alcançamos foi 172,800x, comprimindo 24 horas de tempo real em incríveis ½ segundo. O mais devagar foi com velocidade de 1/32x, esticando mero meio segundo de tempo real para colossais 16 segundos. Isso gerou proporção de mais veloz para mais lento de 5,5 milhões. Se você gosta de médias, a velocidade média da banda dançando é de 270x. No total, nós filmamos 18 horas da banda dançando e 192 horas do horizonte de Los Angeles – mais de um milhão de frames filmados – e comprimimos tudo em 4 minutos e 4 segundos! Ah, e não se esqueça, ele foi filmado em apenas um take, em câmera contínua. 

O resultado? Incrível e, como sempre, um tanto geek. [Discovery via Nerdcore via Neatorama]