O rapper Tupac Shakur, apesar de ter morrido em 1996, estava cantando anteontem no palco do festival Coachella – e o vídeo é realmente incrível. Agora, o criador do holograma explica à MTV como trouxe o rapper de volta à vida.

Criar um holograma verossímil, capaz de cantar duas músicas, não é fácil – e nem barato. Do artigo da MTV:

“Nós trabalhamos com Dr. Dre nisto, e era a visão de Dre trazê-lo de volta à vida”, disse Nick Smith, presidente da AV Concepts, a empresa de San Diego que projetou e exibiu o holograma. “Foi ideia dele desde o início, e nós trabalhamos com ele e sua equipe para usar a tecnologia e fazer Tupac voltar à vida.”

De acordo com um porta-voz de Dre, a imagem realista de Shakur foi criada pelo estúdio Digital Domain de efeitos especiais para Hollywood, que ganhou Oscar e fez o CGI de Brad Pitt em O Curioso Caso de Benjamin Button, Jeff Bridges em TRON: O Legado, Kevin Bacon em X-Men: Primeira Classe e Rooney Mara em Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres

Smith disse que ele não tinha permissão para falar sobre os aspectos criativos da produção – por exemplo, como o holograma aparentemente conseguiu cantar em sincronia com Snoop Dogg, e se a voz era só de Tupac – mas ele disse que a empresa dele tem a capacidade de recriar visualmente pessoas mortas há tempos… no estúdio. “Você pode pegar a aparência delas e a voz e… pegar pessoas que nunca fizeram shows antes, ou cantar músicas que elas jamais cantaram, e recriá-las digitalmente”, disse ele.

O holograma de Tupac aparentemente levou diversos meses para ser planejado, e depois mais quatro meses para ser criado. Smith relutou em dizer à MTV exatamente quanto o projeto custou, mas disse que um holograma semelhante custaria entre US$100.000 e US$400.000. [MTV]