A Discografias, maior comunidade de troca de links para álbuns completos no Orkut, foi fechada oficialmente ontem. O motivo: pressão da Associação Antipirataria Cinema e Música (APCM), entidade que, mesmo faltando um “A“ na sigla e uma preposição que dê sentido ao nome, está cada vez mais determinada na briga contra sites de troca de conteúdo protegido por direitos autorais (ou que tenham algo a ver com o assunto, vide a recente queda-de-braço com o Legendas.tv). Quem passou pela comunidade que tem quase 1 milhão de membros (e um tantão de sugadores) hoje, a viu fechada. 

Nós tentamos conversar com os administradores – perfis que não recebem mensagens –, ainda sem sucesso. Na página, há um comunicado oficial:

Informamos a todos os membros da comunidade "Discografias" e relacionadas (Trilhas Sonoras de Filmes, Trilhas Sonoras de Novelas, Coletâneas (V.A.), Pedidos, Dicas/Dúvidas e Índice Geral), que encerramos as atividades devido às ameaças que estamos sofrendo da APCM e outros orgãos de defesa dos direitos autorais.

Nosso trabalho foi árduo para manter as comunidades organizadas, sem auferir nenhum tipo de vantagem financeira com elas, somente com o intuito de contribuir de alguma forma para a cultura e entretenimento.

Não é com o fechamento desta comunidade e outras equivalentes que as gravadoras irão aumentar seus lucros. Muitos artistas perderão seus meios de divulgação. Milhares de membros terão que procurar outras atividades no Orkut que não seja o download de músicas e afins. O número de sites e blogs de conteúdo similar, mais programas como eMule, limewire, de torrents e outros P2P, cresce em progressão geométrica.

Perdem eles, perdemos todos, mas enfim, tudo em nome do dinheiro das grandes corporações. Nada em nome da cultura.

Tais entidades de defesa dos direitos autorais, como a R.I.A.A. nos Estados Unidos e APCM no Brasil, que é a representante legal de: 
UNIVERSAL MUSIC DO BRASIL LTDA.;
WARNER MUSIC BRASIL LTDA.;
SONY – BMG BRASIL LTDA.;
SIGLA – SISTEMA GLOBO DE GRAVAÇÕES AUDIO VISUAIS LTDA;
EMI MUSIC LTDA.;
COLUMBIA PICTURES INDUSTRIES INC.;
DISNEY ENTERPRISES INC.; 
METRO-GOLDWYN-MAYER STUDIOS INC.;
PARAMOUNT PICTURES CORPORATION;
TWENTIETH CENTURY FOX FILM CORPORATION;
UNIVERSAL CITY STUDIOS INC.;
WARNER BROS.; 
UNITED ARTISTS PICTURES INC.;
UNITED ARTISTS CORPORATION;
UBV – UNIÃO BRASILEIRA DE VÍDEO E ASSOCIADAS

Sendo ainda representante de IFPI – International Federation of the Phonographic Industry e MPA – Motion Picture Association no Brasil, se dizem "sem fins lucrativos", vamos acreditar nisso, né gente? Como todos acreditam nas histórias da carochinha.

Portanto, deixamos aqui os dados de contato do orgão responsável pelo fechamento das comunidades e de um de seus representantes:

(…)

Observação

A APCM só perseguia nossas comunidades, e assim, os links postados pelos nossos membros estavam sendo rapidamente denunciados e excluídos, pois eles querem aparecer e só deletam de onde está mais fácil e tem maior visibilidade na mídia. 

O pessoal que baixava de nossas comunidades vai poder continuar a procurar os links no lugar de maior acervo: O Google.

 

Eu perguntei à assessoria de imprensa da APCM se eles sabem que há outras mil comunidades parecidas no Orkut, e se eles iriam atrás de fechá-las. O que me disseram:   “Qualquer coisa que fere os direitos autorais, a APCM luta contra. Temos um departamento específico de internet. Se há um site com conteúdo protegido, a APCM vai entrar com algum tipo de ação para que esse conteúdo saia do ar. “

Eu comentei que o pessoal da Discografias havia deixado o telefone de contato da APCM para o povo reclamar, e perguntei que tipo de pessoa ligava mais para a entidade: artistas e gente denunciando sites que disponibilizavam conteúdo com direitos autorais protegidos ou figurinhas reclamando do fechamento de Discografias, Legendas.tv e etc.  "Certamente pessoas reclamando do fechamento dos sites. Muito mais."
 
A APCM não gosta do termo "ameaçou", mas soltou um comunicado oficial hoje em que se dizia satisfeita com o fechamento da Discografias.
 

APCM confirma solicitação para retirada de conteúdo ilegal da comunidade do Orkut Discografias

A Associação Antipirataria Cinema e Música (APCM) confirma a informação de que há alguns meses acompanha e solicita a retirada de links com conteúdo protegido por direitos autorais da comunidade Discografias, hospedada no serviço Orkut do Google. Já estava claro que a mesma se dedicava a disponibilizar músicas de forma ilegal, ignorando todos os canais legais de divulgação e uma cadeia produtiva de compositores, autores, cantores, produtores fonográficos e etc. A comunidade, assim como outras fontes de infrações aos direitos de artistas e produtores, foi e continua sendo observada pelo Departamento de Internet da Associação, que considera um avanço positivo a sua exclusão da rede mundial de computadores, destacando existirem meios legítimos para que os internautas tenham acesso à esse tipo de conteúdo musical no Brasil e no mundo.

 

Enquanto isso, surge a Comunidade Discografias – a volta por cima, que de ontem pra hoje já conseguiu amealhar 1.367 membros e umas 30 discografias. Aparentemente os administradores não tem medo de que a nova comunidade seja fechada. Porque, como deixam claro na descrição, os arquivos não estão lá, mas sim no Megaupload, Rapidshare, 4shared e similares.  

E aí? A APCM tem alguma chance de ganhar a briga? Ela vai atrás dos pequenos ou vai centrar o fogo em coisas grandes como Legendas.tv e Discografias?