O ápice da felicidade natalina se deu no dia em que este moleque ganhou um Nintendo 64. Vá ao Youtube, ative o botão de “mágica”, veja a neve e reviva este momento. Mas hey, todo mundo ganhou alguma coisinha legal também, não? Se você tem interesses específicos, quem te deu o melhor presente possivelmente foi você mesmo. E isso é ok! Vamos compartilhar os nossos presentes bacanas e autopresentes.

Se o seu parente/amigo/namorada(o)/cônjuge realmente te conhece, ele não vai tentar te dar um presente “high-tech” ou “nerd”. Se bem que minha namorada me deu a caixa em blu-ray do Battlestar Galactica uma vez. Mas voltando. Pessoas que te vêem esporadicamente te darão uma meia cinza de cano longo ou uma camiseta com estampas horrendos e pequena demais. Faz parte da tradição natalina.

As pessoas especiais te darão coisas especiais — de roupas bacanas a jogos ou garrafas da sua bebida favorita. Mas no fim, todo ano eu (e um bocado de pessoas que conheço) me permito um autopresente. Ontem e hoje eu resolvi me entupir de música (e Chester. E pavê-pra-comê). Ouvi várias listas de melhores do ano e me acabei nas promoções da 7Digital (vários discos por US$ 4, precisa de VPN) e do iTunes US. Nos próximos dias, muita música nova e boa que eu acabei perdendo durante o ano — e 2011 foi realmente uma boa safra. Só colocar um bom fone de ouvido e viajar.

E vocês, o que ganharam/compraram para vocês mesmos? Compartilhem a felicidade.