Aprender programação em 9 semanas e desenvolver um projeto que pode se tornar um produto real. Essa era a ideia do bootcamp Le Wagon, que acaba de formar sua primeira turma brasileira. Na última sexta-feira (2), 9 alunos apresentaram suas criações depois de passarem pelo básico da programação, aprenderem Ruby, engenharia de software, banco de dados, noções de front-end, entre outros assuntos.

• Le Wagon: bootcamp em SP promete capacitar desenvolvedores web em 9 semanas
• Como aprender programação?

O Demo Day, como é chamado o dia de apresentação dos projetos, reuniu três ideias que foram desenvolvidas em apenas 10 dias durante último módulo do bootcamp. São produtos em fase inicial, ainda protótipos. Mas mostram o que foi possível aprender durante as outras oito semanas de curso.

O NuMooh, por exemplo, é uma plataforma para compra de espaços físicos para publicidade, como outdoors e placas. Ela permite que você navegue por um mapa e encontre as opções disponíveis, veja os detalhes como a dimensão da placa e até consulte o Street View para ter uma ideia dos arredores.

O Calendr.io, por sua vez, organiza reservas de espaços compartilhados. Seja o salão de festas ou a quadra do condomínio ou uma sala de reunião num cowork. São criados os calendários, identificando o espaço e quem pode usá-los; a partir daí basta fazer as reservas, que são compartilhadas entre os usuários.

A terceira solução é voltada para pequenas e médias empresas. Batizada de ClientPremium, se trata de uma plataforma de business intelligence onde o empreendedor cadastra as notas fiscais emitidas e ela faz uma análise dos dados, retornando informações como a localização do cliente baseada em seu CPF, quais são os clientes que mais retornam, quanto gastam em média, entre outros.

le-wagon-brasil1

Para Mathieu Le Roux, cofundador do Le Wagon Brasil, o bootcamp não é uma oportunidade apenas de aprendizado, mas também de networking. Mathieu contou ao Gizmodo Brasil que cerca de um terço dos alunos que passam pelo Le Wagon se torna empreendedores e a maioria deles leva adiante os projetos que criaram durante o curso.

O Demo Day foi gratuito e aberto ao público, assim como outras palestras temáticas organizadas pela Le Wagon Brasil. Essa edição contou com a presença de Edson Rigonatti, VC e founding partner na Astella Investimentos, que respondeu perguntas da plateia sobre investimentos em startups.

As datas para os próximos Le Wagon no Brasil já estão marcadas. No dia 17 de outubro serão iniciados dois bootcamps simultâneos, um em São Paulo e outro em Belo Horizonte. Uma edição no Rio de Janeiro será realizada 9 de janeiro.

O custo para participar é salgado e é comparado ao de uma pós-gradução. O valor total do curso intensivo é R$ 14.900 e pode ser parcelado.

Criado na França em 2013, o Le Wagon já teve edições em Paris, Bruxelas, Londres, Lisboa, Beirute e Copenhague. O Brasil foi o primeiro país da América do Sul a receber uma versão do bootcamp.

Fotos: Divulgação.