Muitas pessoas têm uma enorme dificuldade em funcionar sem tomar uma xícara de café pela manhã, mas agora há evidências de que isso também pode ajudar a melhorar sua memória de longo prazo.

Um estudo liderado por Michael Yassa, da Universidade da Califórnia, tratou de estabelecer os efeitos de pequenas quantidades de cafeína no funcionamento da memória de adultos. Seus 160 participantes estudaram imagens de objetos e alguns receberam pílulas contendo tanto 200 miligramas de cafeína – a mesma quantidade encontrada em dois espressos -, enquanto outros tomaram um placebo.

Após 24 horas, os voluntários fizeram um teste de memória envolvendo as imagens vistas anteriormente, imagens similares (porém não idênticas) e imagens que não haviam sido mostradas. Foi pedido que os voluntários classificassem as imagens como “velha”, “nova” ou “similar”. Não houve diferença entre os participantes que classificaram as velhas e novas, mas os que consumiram cafeína se deram melhor nas “similares”.

Yassa concluiu que a cafeína melhora a memória de longo prazo ao melhorar o processo de consolidação da memória. Os resultados foram publicados na Nature Neuroscience. No entanto, a cafeína não ajuda a recuperar a memória: em um segundo experimento, no qual a cafeína foi consumida uma hora antes do teste, ela não teve nenhum efeito positivo. Eles também refizeram os testes com doses maiores e menores de cafeína, e o efeito foi menos notável – então dois espressos realmente são a quantidade ideal.

Então experimente tomar essa pequena quantidade de café na próxima fez que for estudar, já que ela pode ter algum impacto na hora de reter informações. Aproveitem, estudantes do mundo inteiro.  [Nature Neuroscience via New Scientist / Imagem via Brian Legate]