Os ThinkPads da Lenovo são muito admirados, quase idolatrados, e por um bom motivo. Esta linha de notebooks corporativos resistentes e de alto desempenho há muito tempo definiu os padrões de qualidade de teclado, com um fantástico feedback tátil, ótimos layouts de teclas, e teclas ligeiramente convexas que são fáceis de encontrar pelo tato. Então, quando a empresa trocou o teclado clássico por um novo no seu lineup de 2012, muitos fãs do ThinkPad ficaram compreensivelmente preocupados.

Avram Piltch da Laptop Mag testou os dois teclados. Qual o veredito final?

Será que o novo teclado é tão bom quanto o modelo do ano passado ou a Lenovo está apenas tentando deixar seus notebooks com um visual mais contemporâneo, mesmo que isso signifique sacrificar a qualidade? Para responder isso, nós colocamos o modelo do ano passado ThinkPad T420 (o teclado clássico) frente a frente com o novo ThinkPad T430 em um duelo de teclados. Nós também conversamos com David Hill, Designer Sênior da Lenovo e com Aaron Stewart, o guru dos teclados da Lenovo para entender a visão deles a respeito da mudança.

Posicionamento de teclas

Tentando simplificar o teclado e liberar um pouco de espaço, a Lenovo removeu a sétima coluna de teclas que apareciam no canto superior direito do teclado no T420 e em modelos de gerações anteriores. Como parte da mudança, algumas teclas foram realocadas para outras partes do teclado e algumas acabaram sendo eliminadas.

As teclas Pause e Scroll Lock foram completamente removidas, apesar de que você ainda pode usar estas funções através de combinações de teclas (Fn + P para usar Pause). Entretanto, como ambas as funções datam da era dos terminais e do MS-DOS, nós duvidamos que muita gente vá sentir falta delas. A tecla de atalho de aplicativo, que ficava entre o ALT e o CTRL, também sumiu, assim como as teclas Avançar e Voltar Página que ficavam logo acima das setas. Ninguém vai sentir falta da tecla menu, que não fazia nada além de emular um clique com o botão direito, mas os botões de avançar/voltar eram úteis para navegar em páginas da web.

As teclas Page Up e Page Down foram realocadas do canto superior direito do teclado para o inferior direito, próximo às setas, que é um lugar diferente do que você costuma ver na maioria dos teclados, mas faz sentido porque elas ajudam a navegar por documentos assim como as setas. O botão de print screen fica em um local meio bizarro, no lado direito da tecla Alt da direita.

“Print Screen é uma função que os nossas pesquisas mostraram que é usada com bastante frequência. Então nós colocamos uma nova tecla onde cabia, mas também gostamos da ideia de colocar próximo ao Alt,” Stewart falou. “Nem todo mundo sabe disso, mas ao apertar Alt+PrintScreen o computador captura uma imagem apenas da janela ativa, não da tela inteira. Então houve um motivo pelo qual nós colocamos próximo à tecla Alt.”

Vencedor: ThinkPad T420. Apesar de termos gostado do layout mais simples e de não sentirmos falta das teclas que foram eliminadas, nós preferimos ter as teclas Page Up, Page Down e Print Screen no canto superior direito, que é consistente com a posição padrão em teclados de computadores desktop e na maioria dos notebooks.

Tamanho e formato das teclas

Ao reogarnizar o teclado do ThinkPad e mudar o design, a Lenovo deixou as teclas significativamente maiores no ThinkPad T430 em comparação com as do ThinkPad T420. De acordo com nossas medições, o resultado é que a tecla padrão é 14% mais larga e 7% mais alta (7 x 7,5mm contra 8 x 8mm).

Existe o mesmo espaço de 10,5mm entre as teclas em ambas as gerações de teclado, mas como as laterais das teclas não são mais inclinadas, existe uma delineação mais forte entre elas, deixando mais fácil de sentir e evitando que você aperte as teclas adjacentes por engano.

A tecla espaço tem 1mm a mais de largura no T420, mas é 1mm mais alta n T430. Entretanto, a tecla backspace tem 1,5mm a mais de largura, deixando mais fácil de corrigir seus erros de digitação.

Uma vantagem que todos os teclados ThinkPad têm em relação aos seus competidores é o formato côncavo das teclas, que permite que os dedos facilmente pressionem a tecla correta sem deslizar acidentalmente para uma tecla adjacente.

“Se você tiver dedos quadrados, digite em um teclado quadrado,” Hill nos contou. “Mas ter essa leve concavidade dá uma vantagem, não apenas porque a sensação é melhor, mas porque isso também meio que direciona o seu dedo em direção ao centro da tecla e ajuda a evitar que você pressione acidentalmente alguma tecla, ou que aperte a tecla errada por engano.”

A Lenovo disse que o nível de concavidade deveria ser o mesmo no velho e no novo teclado, mas em nossos testes, as teclas do velho T420 pareciam um pouco mais profundas do que as do T430. Entretanto, o formato mais curvo da parte de baixo das teclas do T430 combinam-se com o topo mais achatado para deixar uma “margem de erro” maior entre as teclas, potencialmente reduzindo erros.

Vencedor: ThinkPad T430: As teclas maiores e a clara delineação entre elas é um bom avanço no T430.

Feedback tátil

Talvez por ser um descendente distante do teclado original para PCs da IBM, que por sua vez era descendente da máquina de escrever Seletric da IBM, o ThinkPad da Lenovo oferece o melhor feedback tátil que você pode encontrar em um notebook. Isso permite que os usuários digitem mais rápido, porque eles recebem uma confirmação clara e rápida que as teclas foram corretamente pressionadas e aceitas pelo teclado.

Felizmente, tanto o ThinkPad T420, quanto o T430 oferecem um bom feedback tátil. A Lenovo diz que ambos os teclados tem exatamente o mesmo mecanismo e as teclas, quando pressionadas, se deslocam da mesma maneira.

“Os mecanismos embaixo das teclas são basicamente os mesmos. Existem alguns ajustes necessários para suportar retroiluminação (em modelos que tem retroiluminação), mas isso não afeta a sensação tátil,” disse Stewart. “Embaixo das teclas, eles são praticamente o mesmo.”

Entretanto, em nossos testes subjetivos, as teclas do T420 e T430 não passavam uma sensação exatamente igual. E apesar de alguns membros da Laptop Mag preferirem o nível de Feedback do ThinkPad T420, a maioria concordou que as teclas do T430 tinham bem mais feedback tátil.

Vencedor: ThinkPadT430: Existem coisas que não dá para reclamar quando você tem em excesso: dinheiro, saúde ou feedback tátil.

Feedback de áudio

Não é suficiente que um teclado seja confortável para seus dedos; ele precisa oferecer um som audível que indique que as teclas que você apertou foram registradas. Infelizmente, a maioria das fabricantes de notebooks prioriza silêncio ao invés de conforto para digitar, mas não a Lenovo.

“Feedback de áudio e tátil estão diretamente relacionados, então tem uma espécie de balanceamento cuidadoso entre ter um bom nível de feedback tátil e esse tipo de qualidade de feedback de áudio,” disse Stewart. “Na verdade nós chegamos a testar a ideia de teclas “sem som” e a vasta maioria das pessoas que estavam envolvidas no estudo preferiu a versão com som.”

Tanto o ThinkPad T420 quanto no novo ThinkPad T430 oferecem feedback de áudio. Entretanto, os teclados têm sons completamente diferentes.

O som do T430 tinha transientes de frequência mais alta, tempos de subida mais nítidos e uma sensação mais metálica. Em termos não técnicos, o teclado do T430, em termos de som, parece muito mais com um teclado mecânico clássico, enquanto o teclado do T420 parecia mais suave e emborrachado.

“Isso é muito importante, assim como fechar a porta de uma BMW, tem um som bem específico que parece indicar qualidade,” Hill disse sobre os sons do teclado do ThinkPad.

Vencedor: ThinkPad T430: O T430 parece mais com o teclado original da IBM, que é referência para feedback de áudio.

Desempenho na digitação

Para ver se há uma diferença notável na velocidade de digitação ou taxas de erro, nós  pedimos para que cinco funcionários da Laptop Mag fizessem o teste do Ten Thumbs Typing Tutor em ambos os notebooks e que gravassem os resultados. Em ambos os sistemas, os resultados foram praticamente os mesmos. Alguns usuários conseguiram digitar mais rápido ou errar menos no T420 ou no T430, mas mesmo estas alterações foram tão pequenas que elas poderiam ser atribuídas a fatores aleatórios no desempenho do usuário ao ir de um teste para o outro.

Vencedor: Empate: Os usuários conseguiram pontuações praticamente idênticas tanto no ThinkPad T430 quanto no seu predecessor.

Funções especiais

Tanto o ThinkPad T420 clássico quanto o novo ThinkPad T430 tem resistência contra líquidos derramados, usando um sistema de drenagem para redirecionar água ou qualquer refrigerante para longe das partes mais sensíveis do sistema. Ambos os notebooks também vem com uma luz que permite que os usuários vejam o teclado e o touchpad, mesmo em ambientes escuros.

Entretanto, o novo ThinkPad T420 está disponível com um teclado retroiluminado opcional. Pagando mais US$40 quando estiver configurando seu ThinkPad na Lenovo.com, você recebe uma luz LED atrás das teclas que pode ser ajustada para alto, baixo ou desligada. Clientes corporativos que trabalham muito em aviões irão realmente apreciar a retroiluminação para digitar em voos noturnos.

Vencedor: ThinkPad T430: A opção de retroiluminação é uma ótima vantagem no novo modelo.

Veredito Final

Apesar de alguns usuários preferirem o visual e posicionamento de teclas do teclado clássico do Thinkpad, a nova versão ganha nas áreas que mais importam: conforto e eficiência. Com teclas mais largas, feedback tátil ligeiramente mais forte e até mesmo um som mais alto, os novos teclados encontrados no ThinkPad T430 e no resto das séries T, W e X de 2012 da Lenovo oferecem uma experiência melhor em termos de digitação do que seus predecessores.