por Daniel Junqueira

A Agência Nacional do Cinema (Ancine) lançou um edital para financiar a produção de jogos no Brasil. Com isso, o órgão planeja investir R$ 10 milhões para desenvolvedores nacionais colocarem em prática seus projetos – e as produtoras brasileiras vão poder receber até R$ 1 milhão para seus jogos.

Brasileiros ganham US$ 5 mil em competição da Microsoft com jogo sobre o Vale do Jequitinhonha
Estúdios brasileiros já apostam no desenvolvimento de games em realidade virtual

A ideia principal é a de aumentar a participação do Brasil no mercado de games, segundo o presidente da Ancine, Manoel Rangel. O órgão estima que existam 125 empresas brasileiras no ramo de games, com 8 funcionários em média. As inscrições foram abertas hoje (6) e vão até 23 de janeiro de 2017.

Os 24 projetos serão divididos da seguinte forma: dois deles levarão R$ 1 milhão cada; outros dez ficarão com R$ 500 mil; enquanto os 12 restantes levam R$ 250 mil. Não há nenhum tipo de restrição de plataformas, e os títulos poderão ser feitos para PCs, consoles e smartphones.

Para evitar que a produção se concentre no eixo Rio-São Paulo, o edital prevê que ao menos 30% das empresas contempladas com o financiamento sejam das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e 10% delas no Sul, em Minas Gerais e no Espírito Santo.

O desenvolvimento de jogos no Brasil é bastante complicado, mas de vez em quando os resultados são excelentes – um exemplo é o ótimo Horizon Chase. O incentivo por parte da Ancine pode ajudar a desenvolver o mercado para que quem sabe os bons jogos nacionais sejam lançados em quantidades bem maiores do que hoje em dia.

[Ancine, Agência Brasil]

Foto via Horacio Corral/Flickr