De acordo com o Wall Street Journal, o Google vai entrar no negócio de e-books já em junho. Se a Amazon pensava que a iBookstore da Apple seria um problema, espere até que eles tenham que concorrer contra a Google Editions.

De acordo com o executivo do Google Chris Palma, a Google Editions (Editora Google, em inglês) vai permitir que você baixe cópias digitais de livros que você encontrar pelo Google Book Search. Relatos anteriores indicavam que o serviço lançaria com um número de títulos disponíveis entre 400.000 e 600.000, ficando imediatamente páreo com a concorrência. Livrarias na internet poderiam vender títulos da Google Editions em seus sites, mas preços e disponibilidade ainda estão para serem divulgados. O que é claro, no entanto, é que a guerra de preços dos e-books vai ficar bem interessante.

A Google Editions está sendo preparada desde ano passado, mas sofreu vários atrasos devido à reação das editoras em relação ao esquema de divisão de receita e termos de venda dos livros. Na concepção original, o Google queria que os consumidores pudessem imprimir cópias e copiar e colar texto dos livros, e as editoras receberiam 63% da receita, valor abaixo do mercado. Em fevereiro, já parecia que as editoras estavam com mais força nas negociações, propondo um modelo mais tradicional de venda e uso, mas vamos saber nas próximas semanas quanto elas exigiram para fechar acordo. [Wall Street Journal]