Quando Hugh Hefner tuitou que todo o catálogo das Playboys anteriores estaria disponível no iPad – até mesmo fotos com nudez! -, ele deixou a internet agitada pelo potencial de um app sem censura da Playboy. Mas, meus caros, fomos enganados.

O Hef não estava falando de um app. O que está chegando ao iPad é o site personalizado da Playboy. Ou seja, um serviço de assinatura que você acessa do seu navegador, com páginas formatadas para serem otimizadas para o iPad. Você ainda poderá acessar o histórico inteiro da revista em um ambiente bem mais conveniente que aquele disco rígido de 250GB, mas não sabemos como será o pagamento para tal privilégio.

Quem está procurando por um app da Playboy, ele já existe, mas seguindo as mesmas regras da App Store (ou seja, nudez não) que outros provedores de conteúdo seguem. A Playboy, no entanto, vai usar o navegador para escapar dessas regras – e fazer o que recomendamos tempos atrás. Mas se você ainda não achou algum lugar na internet pra pagar uma taxa mensal por pornografia, isso é uma boa notícia? [Fox News]