Neste sábado (13), smartphones no Havaí acenderam com um alerta ameaçador: “AMEAÇA DE MÍSSIL BALÍSTICO EM DIREÇÃO AO HAVAÍ. PROCURAR ABRIGO IMEDIATO. ISTO NÃO É UMA SIMULAÇÃO”. Um pequeno pânico se estabeleceu imediatamente enquanto as pessoas se perguntavam se uma ogiva nuclear estava realmente prestes a acabar com parte dos Estados Unidos.

• Estados Unidos culpam publicamente a Coreia do Norte pelo ataque WannaCry
• Os detalhes do misterioso programa de investigação de OVNIs do Pentágono


Acabo de receber este alerta no Havaí

Autoridades também entraram no ar durante as transmissões de TV havaianas com uma mensagem terrível ordenando que os moradores parassem o que estivessem fazendo para “tomar medidas imediatas”, como retirar os veículos das ruas e encontrar abrigo.


O momento que o alerta EAS interrompeu a TV havaiana é aterrorizante

Felizmente, não há nenhum ataque nuclear em direção ao Havaí. Alguns minutos depois, a representante havaiana Tulsi Gabbard publicou no Twitter que o alerta era um alarme falso, adicionando que ela havia confirmado pessoalmente com as autoridades de que não havia nenhuma ameaça de míssel em direção ao local naquele momento. A repórter Amber Jamieson do Buzzfeed News adicionou que um oficial da Agência de Gerenciamento de Ameaças do Havaí informou que o alerta estava relacionado com uma simulação e que estavam tentando enviar uma segunda mensagem.

Nos últimos meses, autoridades havaianas reativaram sistemas antigos projetados para alertar os moradores a respeito de ataques nucleares em meio as tensões entre a Coreia do Norte e as ameaças do presidente Donald Trump sobre uma guerra. De acordo com o Washington Post, embora especialistas acreditem que cerca de 90% da população havaiana sobreviveria aos efeitos imediatos de um ataque do tio, atualmente não existem abrigos designados para a proteção nuclear no estado, e de acordo com as probabilidades, os residentes não teriam mais de 12 a 15 minutos para encontrar um abrigo.

De acordo com a CNN, o governador do Havaí David Ige disse que não houve em nenhum momento nenhuma ameaça de míssil, nem uma simulação. O alerta foi enviado devido a um erro da equipe responsável.

“Foi um erro cometido durante um procedimento padrão no momento de mudança de turnos, e um funcionário apertou o botão errado”, disse Ige à imprensa.

O senador havaiano Brian Schatz adicionou que “O que aconteceu hoje é completamente imperdoável. O estado inteiro ficou apavorado. É necessário encontrar o responsável e consertar esse processo rapidamente”.

Segundo a CNBC, alguns moradores foram vistos procurando locais seguros depois que o alerta foi emitido, enquanto outros residentes recebiam mensagens de pessoas queridas pedindo para que procurassem abrigo. As autoridades enviaram outra mensagem informando o erro, mas só o fizeram 38 minutos depois, agravando o erro e deixando muitos havaianos escondidos em locais potencialmente seguros durante o período.


O meu telefone estava assim quando acordei. Estou em Honolulu, #Havaí e minha família está em North Shore. Eles estavam escondidos na garagem. Minha mãe e irmã estavam chorando. Foi um alarme falso, mas aposto que muitas pessoas estão abaladas.

Imagem do topo: Captura de tela via Twitter