Bradesco e Visa iniciam testes de pagamento com pulseiras NFC no Brasil

selo_apresentado_interna

Pensando sempre em oferecer formas de pagamento mais práticas, modernas e seguras, o Bradesco e a Visa  inovam mais uma vez e trazem para o Brasil a Pulseira Bradesco Visa, que une tecnologia, moda e esporte para melhorar a experiência de compra dos consumidores. O wearable  permite efetuar pagamentos ao aproximar a pulseira do terminal de pagamento. Agora, em vez de carregar o cartão na carteira, você pode apenas utilizar a pulseira para fazer compras!

O wearable funciona da mesma forma que um cartão pré-pago e é muito simples de utilizá-lo: os usuários creditam até R$ 2000 na conta e aproximam a pulseira de um terminal NFC presente nos estabelecimentos autorizados para efetuar o pagamento. Pronto: compra realizada.  Para deixar tudo ainda mais fácil, operações de valores inferiores a R$ 50 não precisam de confirmação de senha. Além disso, a Pulseira Bradesco Visa ainda é resistente ao suor e à água, inclusive salgada.

Isso é possível graças à tecnologia NFC (Near Field Communication, ou comunicação por campo de proximidade), que permite a troca de informações de forma segura entre dois dispositivos por meio de aproximação física. Este contato permite baixar dados, transferir arquivos ou até mesmo efetuar pagamentos.

Exclusiva no Brasil, a inovadora Pulseira Bradesco Visa está disponível por um período de testes durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. Cerca de três mil usuários foram selecionados para testar a novidade e mais de 1 milhão de pontos de venda que permitem o prático pagamento por aproximação já estão disponíveis no país.

A novidade acompanha a tendência que incorpora tecnologias às nossas roupas. “A tecnologia móvel tem evoluído frequentemente e o nosso desafio é corresponder às expectativas dos nossos clientes”, explica Cesário Nakamura, Diretor do Bradesco Cartões. “Incorporar ao vestuário dos usuários um meio de pagamento está alinhado com a estratégia do Bradesco em oferecer o que há de mais moderno”.

NFC_visa-01-V3

Segurança

A Pulseira Bradesco Visa é tão segura quanto os demais serviços disponibilizados por Bradesco e Visa, como explica Percival Jatoba, vice-presidente de produtos da Visa Brasil: “A cada pagamento via NFC, um código único é gerado e validado, antes que a transação seja completada pelo leitor”.

A cada pagamento via NFC, um código único é gerado e validado, antes que a transação seja completada pelo leitor. Percival Jatoba, vice-presidente de produtos da Visa Brasil

Além disso, os terminais de pagamento NFC permitem o uso de apenas um dispositivo por vez, tornando o processo ainda mais seguro. “As transações da Pulseira Bradesco Visa contam com os mesmos padrões de segurança exigidos pelas empresas e são tão seguras quanto as transações com chip ou qualquer outro pagamento por NFC”, complementa Jatoba.

Os usuários da Pulseira Bradesco Visa também têm acesso a um aplicativo dedicado que permite acompanhar o histórico de transações, fazer novas recargas e bloquear automaticamente o dispositivo em caso de roubo ou perda. E ela não consome energia! Então nada de se preocupar com a bateria acabando.

A Pulseira Bradesco Visa é só o começo da presença da tecnologia NFC no nosso dia a dia. De acordo com analistas do Gartnet Group, em cerca de 4 anos teremos 26 bilhões de dispositivos conectados à internet graças à tecnologias como NFC e Internet das Coisas, que permitem a aparelhos domésticos manterem-se sempre conectados.

E este número tende só a crescer, e muito: ainda segundo os mesmos analistas, até 2025 serão 1 trilhão de dispositivos conectados em todo o mundo. As pulseiras de pagamento são apenas o começo.