O fotógrafo espanhol Chema Madoz não gosta de fotografia digital, mas ele adora distorcer a realidade de formas impossíveis. Como esta colher com sombra de garfo, que é uma foto direto da câmera, sem nenhum tipo de manipulação por software ou laboratório.

O mundo que Madoz fotografa lembra muito o trabalho de surrealistas como Dalí e Duchamp. Ele primeiro cria seus objetos estranhos, depois os fotografa da maneira mais simplista e limpa possível. Os resultados são janelas para realidades alternativas que às vezes carregam uma mensagem, mas são sempre muito bonitas.

Como você acha que ele criou aquele colharfo? Dê seu palpite nos comentários. A resposta é mais simples do que você pensa. [Chema Madoz via El Mundo]