A Sony curte lançar novos aparelhos topo de linha a cada seis meses, e como o último foi anunciado em fevereiro, chegou a hora dos novos modelos. A companhia apresentou hoje (31), durante a IFA, três novos smartphones: os flagships XZ1 e XZ1 Compact e o intermediário XA1 Plus. Nós demos uma olhada nos modelos em uma prévia, em São Paulo, e agora pudemos ver os dois modelos em Berlim, na Alemanha.

Xperia XZ1 e XZ1 Compact

Na categoria do topo de linha, o foco continua na câmera: os modelos vem com uma tecnologia chamada Motion Eye – que estreou no XZ Premium. O sensor principal de ambos os modelos tem 19 megapixels e a Captura Preditiva, que tira fotos alguns segundos antes de você realmente apertar o botão do obturador, para garantir a melhor cena. Ela também é capaz de gravar vídeos em super slow motion de 960 quadros por segundo, em resolução 720p. O ZX1 tem câmera frontal de 13 megapixels, enquanto a do XZ1 Compact é uma grande angular de 80º com 8 megapixels.

A companhia destacou também o software da câmera, que possui um algoritmo da própria Sony para capturar objetos e pessoas em três dimensões. A partir de uma leitura 3D, você pode fazer uma impressão 3D ou criar adesivos virtuais ou avatares para brincar com opções de realidade aumentada. A proposta de ter uma espécie de escaner 3D no celular parece interessante, mas pensando em um uso prático a maior serventia é zoar com algum amigo, colocando o rosto dele em uma dançarina de cancan ou em um dinossauro virtual – aquela brincadeira que tem graça na primeira semana, e só.

Os modelos virão também com alto-falante frontal estéreo, suporte a cartão microSD para expandir o armazenamento e resistência à água e poeira com certificação IP68 e leitor de impressões digitais na versão que virá para o Brasil. O processador é o Snapdragon 835, são 4 GB de RAM e bateria de 2.700 mAh – pois é, a Sony manteve a mesma bateria no modelo maior e menor. As diferenças ficam mesmo na câmera frontal, como comentamos acima, e nas telas: o maior tem display IPS LCD de 5,2 polegadas com resolução FullHD e o menor tem 4,6 polegadas com resolução HD.

Sem surpresas, a Sony praticamente não mudou a sua linha de design. Apenas a construção não é com vidro tradicional, mas de fibra de vidro, que dá um acabamento fosco. A companhia não embarcou na tendência das telas rentes às bordas dos celulares, ou seja, ele tem um corpo grandalhão. Por outro lado, a versão compacta é uma opção bem interessante em um mundo cheio de smartphones grandalhões, especialmente por ter potência de celular premium.

Os dois modelos estarão disponíveis nas cores preto, prata, azul e rosé e serão um dos primeiros smartphones já lançados com Android 8.0 Oreo; a captura 3D será ativada com uma atualização de software. A Sony apontou que o Xperia XZ1 e XZ1 Compact devem chegar no Brasil, mas não confirmou datas, muito menos preços; nos Estados Unidos, eles serão vendidos por US$ 699 e US$ 599, respectivamente.

Xperia XA1 Plus

O modelo intermediário da Sony ganhou uma série de upgrades: agora ele tem sensor de impressões digitais, a tela melhorou na resolução e a bateria está maior. A tela é de 5,5 polegadas com resolução Full HD, o processador é um MediaTek Helio P20 octa-core, são 4 GB de RAM e bateria de 3430 mAh. O armazenamento tem 32 GB e é expansível via microSD. A câmera tem 23 megapixels com tecnologia de estabilização de imagem Steadyshot de 5 eixos. A câmera frontal tem 8 megapixels e ângulo de 88 graus.

O aparelho não tem nenhum truque especial como os modelos topo de linha e será lançado nas cores preto, azul e dourado. Data de lançamento e preço para o Brasil? Por enquanto, nada.

O Gizmodo Brasil viajou para Berlim a convite da Philips.