Tem algo de errado em Júpiter. As fotos do astrônomo Anthony Wesley mostram que uma das duas faixas escuras no planeta sumiu. Quem sabe Sir Arthur C. Clarke estava certo, e o gigante gasoso vai se tornar uma estrela e fazer surgir vida no satélite Europa.

Mas não, mesmo sendo 2010, isso já aconteceu antes. É um fenômeno chamado Perturbação da Faixa Sul-Equatorial, e acontece em períodos de três a quinze anos. A cor marrom-escuro avermelhada, causada pelo enxofre e fósforo misturado com cristais de amônia a -78°C, desaparece. Ao mesmo tempo, a Grande Mancha Vermelha, uma tempestade anticiclônica da cor do fogo que pode chegar a 40.000km de diâmetro, fica mais escura.

Mas não se preocupe: Júpiter, agora nu, vai encontrar sua faixa novamente. Quem tem telescópio poderá ver o planeta durante as próximas semanas. [Astro Bob – Valeu Bob!]