Se você ainda tinha alguma fé em serviços de email anônimos, talvez seja hora de deixar isso de lado. Novos documentos mostram que, na busca de pessoas ligadas ao Freedom Hosting, o FBI conseguiu baixar todo o banco de dados de emails do TorMail. E agora eles estão usando essas informações para ir atrás da Darknet.

Não sabemos exatamente quantos usuários ou quantos dados estão na rede do TorMail, mas sabemos que o FBI tem acesso a todos eles. A agência conseguiu um mandado de busca por uma conta do TorMail vinculada a um homem na Flórida, nos Estados Unidos, acusado de roubar números de cartões de crédito, e vai fazer a busca a partir da sua cópia própria do banco de dados do TorMail. Aparentemente, o FBI conseguiu esse banco de dados enquanto usava malwares para investigar o Freedom Hostin no ano passado. A Wired explica:

A tática sugere que o FBI está se adaptando à era do big data no estilo NSA de coletar qualquer coisa, juntar informação em um cofre virtual, e então deixar lá até conseguir a autorização específica para mexer naquilo.

Nos últimos seis meses, descobrimos que o FBI usou malware para explorar a internet anônima, e que a NSA está atrás do Tor há anos. E agora sabemos que as autoridades federais dos EUA conseguiram quebrar com sucesso o muro do anonimato que mantém a internet segura para diversos usuários. Também descobrimos que, mesmo após diversas recomendações, o presidente Obama continuará a coleta de dados da NSA, mesmo que em forma ligeiramente diferente. E mesmo que o Tor e seus serviços relacionados ainda sejam muito bons para várias coisas, o anonimato aparentemente não é mais uma delas. [Wired]