Se o vídeo acima não estiver disponível, assista-o aqui

Oren Jacob e Galyn Susman recontam a história tensa de como eles quase precisaram refazer Toy Story 2 inteiro depois que alguém, por acidente, deletou quase o filme todo. Sim, eles tinham backup – que de nada serviu. Quem salvou a pele deles? Um bebezinho.

Oren era o diretor técnico adjunto de Toy Story 2; Galyn era a supervisora técnica de direção. Alguém usou o comando RM* nos computadores com Linux e Unix da Pixar, o que fez quase todos os arquivos de Toy Story 2 sumirem. Quando eles pediram o backup do filme, o problema não foi resolvido: os backups falharam no último mês, então não havia filme lá.

Aí Galyn conta que, por ser mãe de dois filhos – inclusive de um recém-nascido – ela precisava trabalhar em casa, e por isso levava uma cópia do filme para seu computador. Mas como ela estava, em 1999, armazenando terabytes de informação em casa? O cargo de supervisora técnica de direção na Pixar deve ajudar. Então ela e Oren levaram o computador para a Pixar, e final feliz: o filme estava lá, e tudo deu certo.

O vídeo, um extra do Blu-ray de Toy Story 1 e 2, é dica dos próprios Caçadores de Mitos (Mythbursters), que dizem: “Isto é provavelmente uma versão um pouco dramatizada demais do que realmente aconteceu, mas é um bom lembrete para você fazer backup dos seus arquivos importantes!” E de ficar de olho no departamento de TI: backups falhos por um mês não pode, não. [Tested via Kottke]