O Windows 7 por enquanto é gratuito e funciona extremamente bem nos netbooks. No entanto, a instalação do SO nestes minúsculos laptops – em especial modelos low-end – pode ser bastante desencorajador. Eis como fazê-lo (da maneira fácil):

Se o Release Candidate servir de algum indicativo (e deveria), então o Windows 7 será um ótimo upgrade para qualquer usuário de Windows. No entanto, o novo sistema operacional é um enorme passo para os usuários de netbooks. O Vista é notoriamente péssimo para netbooks; não passa de um sugador de recursos repleto de bugs que sujeita seus usuários a incessantes caixas de diálogo e requer cliques por demais para executar as mais básicas tarefas. É um pesadelo usá-lo em um laptop de 9” com um trackpad de 1,5”.

O Windows XP foi turbinado pelos netbooks, já que seus requisitos de sistema – mais ou menos decididos em 2001 – estão mais em harmonia com as especificações de hardwares como o Eee PC e o Mini 9. Mas convenhamos: o XP tem quase uma década de idade. O seu uso é vencido por alternativas gratuitas como o Ubuntu Netbook Remix e o Linpus, e ele não é tão otimizado assim para discos solid state – especialmente os mais baratos. Isto significa que, nos netbooks low-end com SSD, beira a ser inutilizável.

Por isso o Windows 7. Ele é notavelmente mais veloz que o Vista em máquinas mais lentas, propriamente otimizado para o hardware de netbooks e, o mais importante, é gratuito (por ora). No entanto, a instalação não é tão fácil quanto em um PC comum – de fato, pode vir a ser um pé no saco: netbooks não têm drives de DVD, o que significa que você precisa obter um leitor externo ou fazer boot de um pendrive para uma instalação limpa. Além disso, SSDs menores, como as unidades de 8GB nas versões populares do Dell Mini 9 e do Acer Aspire One, tornam a instalação padrão impossível, ou pelo menos bastante pouco prática. Por sorte, há métodos simples para lidar com estes dois problemas. Vamos começar.

Do que você precisará:
•    Um netbook (mínimo 1GB de RAM, 8GB de espaço de armazenagem)
•    Um pendrive de 4GB ou maior
•    Uma imagem do Windows 7 RC (detalhes abaixo)
•    Um PC com Windows XP/Vista ou um Mac para preparar o flash drive
•    Para netbooks low-end, muito (muito, muito) tempo

Obtendo o Windows 7
Baixar o Windows 7 é babinha. Basta navegar para esta página e baixar a versão de 32 bits. Você precisará obter um Windows Live ID se você já não tiver uma, mas isto leva só uns dois minutos.

A Microsoft então dará a você a sua própria chave de licença do Windows 7, válida até 1º de junho do ano que vem (se bem que, depois de 1º de março, ele o levará à beira da insanidade ao desligar-se sozinho a cada duas horas. Mas esta é uma história totalmente diferente e março também está bem distante). A Microsoft oferecerá a sua ISO por meio de um applet de gerenciamento de download, completo com uma função “continuar”. Há maneiras de contornar isto, mas não o faça: você ficará surpreso em ver como é difícil manter uma única conexão HTTP funcionando pelo tempo suficiente para baixar um arquivo de 2,36GB.

Preparando o seu flash drive
Esta é a parte irritante, mas não necessariamente tão difícil assim. Eis alguns guias, para cada SO:

•    Windows XP
•    Windows Vista
•    Mac OS X (cortesia do Ubuntu, por mais estranho que isto possa parecer)

1.    Abra um Terminal (dentro de Utilities)
2.    Rode diskutil list e encontre o device node atribuído para a sua mídia flash (por exemplo, /dev/disk2)
3.    Rode diskutil unmountDisk /dev/diskN (substitua o N pelo número do disco do último comando; no exemplo anterior, N seria 2)
4.    Execute sudo dd if=/path/to/downloaded.iso of=/dev/diskN bs=1m (substitua /path/to/downloaded.iso pelo diretório de onde se encontra o arquivo de imagem; por exemplo, ./windows7.iso)
5.    Rode diskutil eject /dev/diskN e remova a sua mídia flash quando o comando se completar (isto pode levar algumas horas em drives mais lentos)

Como alguns comentaristas apontaram, você também pode fazer um flash drive de boot com utilitários como o LiveUSB Helper. Uma vez tendo feito isto, você pode fazer a sua ISO do Windows 7 com um utilitário como o DaemonTools Lite (para Windows) ou MountMe (para Mac) e copiar todos os arquivos do seu drive de boot.

Dando início à instalação
Legal! Agora você tem um flash drive de boot e está pronto para começar a instalar. Não preciso nem dizer que, quando você começar este processo, você perderá todos os dados existentes no seu netbook, então você precisa fazer backup de todos os arquivos importantes antes de fazer qualquer coisa explicada daqui em diante.

Insira o seu pendrive e reinicie o seu netbook. Assim que piscar a tela da BIOS, você deverá ver instruções para: a) alterar a ordem de boot do seu netbook; ou b) entrar no setup da BIOS. Na primeira situação, basta designar o pendrive como o primeiro dispositivo de boot. Na segunda opção, navegue pelas configurações da BIOS até você encontrar a página “Default Boot Order” e faça a mesma coisa lá/

De lá, você verá as primeiras telas de instalação do Windows 7. Qualquer um que tenha um 16GB ou mais de armazenagem no seu netbook pode apenas seguir as instruções até a instalação se completar e pular o próximo passo.

Se o seu SSD for menor que 16GB, ou se você apenas quer guardar um pouco de espaço, faça o qualquer ordenado, mas somente até a primeira reinicialização. Após o instalador do Windows 7 reiniciar o seu computador, você precisará modificar a ordem de boot novamente. Não deixe a instalação continuar! Altere manualmente a ordem de boot para dar prioridade novamente ao pendrive, exatamente como você fez no início da instalação.

Compressão!
Quando o instalador do Windows 7 tiver copiado a maior parte dos arquivos de sistema para o seu disco, você precisará comprimi-los com o bom e velho comando “Compact” do Windows. Eis o que fazer, como descrito pelo Electronic Pulp:

Selecione “Repair” na tela de configurações do Windows 7, vá em “Command Prompt” e insira o seguinte código:
d: (ou qualquer letra de drive atribuída ao seu SSD)
cd windowssystem32
compact.exe d*.* /c /s /i

E espere. Daí espere mais um pouco. E então mais um pouquinho. Isto pode levar qualquer coisa entre 8 horas e 2 dias, então é melhor você deixar o seu netbook em um cantinho e esquecê-lo por bom tempo (observação: a compressão de tantos arquivos de sistema de fato tem o seu custo em termos de desempenho, mas no uso do dia a dia, ele é insignificante).

Depois de tudo isso, um SSD de 8GB deverá ter aproximadamente 2GB de espaço livre – não muito, mas suficiente para se trabalhar com ele. E considerando que a maior parte dos netbooks vem com entradas de expansão de SD e que cartões SD de alta capacidade são bem baratos, ter uma quantidade pequena de espaço no seu disco raiz não é tão proibitivo assim.

Há outras maneiras de emagrecer a instalação do Windows 7 – especialmente usando programas como o vLite, que pode queimar um pouco da gordura do Windows diretamente da ISO – mas a compressão de arquivos embutida do Windows é a maneira mais fácil de espremer o Windows 7 no seu minúsculo SSD de 8GB.

Configuração e personalização
O Windows 7 roda muito bem do jeito que ele vem, mas como com qualquer instalação nova de um Windows, você precisará baixar alguns drivers para fazer com que as coisas funcionem corretamente. Drivers do Vista geralmente dão certo, mas às vezes você precisa contornar algumas coisas. Por sorte, a maior parte dos netbooks populares deu origem a fóruns muito úteis dos fãs, muitos dos quais possuem sub-fóruns bastante ativos sobre o Windows 7. Eis alguns dos melhores:

•    Aspire One
•    ASUS Eee PC
•    Dell Mini
•    MSI Wind
•    HP Mini-Note

Prontinho! Desfrute o seu novo netbook com Windows 7! Por favor, compartilhe as suas experiências nos comentários – a sua ajuda é de enorme benefício para os nossos guias.