O Google Earth é fantástico, mas este pode ser o seu feito mais incrível até agora: um cientista entrou por acaso em um caminho verde desconhecido que revelou ser uma floresta inexplorada, lar de espécies ainda desconhecidas.

Julian Bayliss estava passeando pelo Google Earth por causa de um projeto novo de preservação, quando ele passou por umas porções verdes de terra em Moçambique que pareciam não ter sido explorados ainda. Não é de se espantar, já que esses pedaços de terra eram “7000 hectares de floresta, ricos em biodiversidade” que foram deixados intactos por cientistas graças a pequenos detalhes bobinhos, tais como o terreno esculachante e a guerra civil constante na região.

Uma expedição iniciada no outono ao Monte Mabu descobriu três novas espécies de borboletas, uma nova víbora do Gabão capaz de matar um humano com uma única mordida, além de muitos outros tipos de fauna, tais como 200 tipos de borboletas e plantas tropicais, tudo isso em questão de semanas.

O líder da expedição, Jonathan Timberlake, diz que isso poderia ser apenas o inicio – o Google Earth pode ajudar cientistas a encontrar outros redutos de biodiversidade desconhecidos em áreas como Moçambique e Papua Nova Guiné que ainda não foram totalmente explorados. Estou com meus dedos cruzados para encontrarem meninas hobbits e o Pé Grande. [TelegraphValeu, Adam!]