A gente não trata a Terra muito bem, e agora nós temos ainda mais evidências para afirmar isso. O Google atualizou recentemente o Google Earth para incluir quatro anos de imagens adicionais, petabytes de novos dados e uma visão muito mais clara de todas as localizações da Terra entre 1984 e 2016. A melhor parte: você pode visualizar qualquer área em um vídeo em timelapse.

Como é navegar pelo mundo usando o Google Earth em realidade virtual
Um trecho inteiro de viaduto foi substituído na China em apenas 43 horas

A atualização permite que você veja com detalhes como a Terra mudou durante os últimos 32 anos em quase qualquer localização. O Google inicialmente lançou a ferramenta de timelapse em 2013, porém, na época havia apenas imagens de baixa resolução, que dava uma ideia geral de como os locais eram, mas sem detalhes como vias e prédios. Agora você pode ver praticamente cada pequeno detalhe de qualquer localização — tudo depende da quantidade de zoom disponível do lugar que se quer ter mais detalhes.

Parte do segredo do incrível detalhamento obtido pelo Google recentemente tem relação com o uso de imagens de alta qualidade da NASA. O Google Earth agora utiliza fotos do Landsat 8, um satélite lançado em 2013, que capta imagens com mais detalhes, cores mais vibrantes e duas vezes mais fotos que satélites mais antigos. A gigante das buscas começou usar satélites para alimentar o Google Maps em junho, mas agora esses arquivos estão oficialmente disponibilizados no Google Earth.

O novo recurso de timelapse permite que você acompanhe o desenvolvimento de grandes cidades, e também como as pessoas deixaram suas marcas em locais em que habitavam. É possível ver calotas de gelo derretendo, erosão de terra e cidades se transformando em grandes áreas de estacionamento para carros. Você pode escolher locais em específico para ver em timelapse no site da iniciativa ou, se tiver preguiça, visualizar uma playlist do YouTube com vídeos produzidos pelo próprio Google.

[Google]