Até então, conseguir um Google Glass não era tão fácil. Isso está prestes a mudar: a empresa anunciou que os óculos do futuro ficarão um pouco mais democráticos – e melhores.

Em novembro, quem é dono de um Glass poderá trocá-lo por um novo modelo; o Google ainda não revela se o upgrade será gratuito, mas diz o que esperar dele.

Primeiro, ele “funciona com futuras linhas de óculos de sol e de grau”. Ou seja, talvez ele não funcione com os seus óculos, mas servirá em modelos compatíveis futuros.

O novo Glass também incluirá fone para um ouvido, que deve substituir o transdutor para condução óssea do som. Ele emite o som com vibrações que se movem pelo crânio até o nervo auditivo, porém não funciona muito bem na prática.

Além disso, os Explorers poderão indicar mais três amigos que poderão comprar este novo Google Glass. O valor não foi revelado, mas o Google deixa claro que “eles poderão comprar o Glass online”, e não ganhar.

O Financial Times diz que o Google vai distribuir “dezenas de milhares” de Glass nos próximos meses. A ideia, segundo fontes do jornal, é familiarizar as pessoas antes do lançamento para consumidores, que deve acontecer no segundo semestre de 2014.

Até então, cerca de 10.000 pessoas usam o Glass, entre os que compraram na Google I/O do ano passado por US$ 1.500, desenvolvedores interessados e outros. Eles receberam diversas atualizações de software, como um navegador web e fotos em HDR – agora é a vez de atualizar o hardware. [Google+ via Financial Times e Ars Technica]