Uma das tentativas mais doidas da Alphabet de levar a internet até locais rurais e áreas isoladas era o Project Loon. Utilizando o que é chamado de Free Space Optical Communication (FSOC), a empresa-mãe do Google quis provar que é possível ter uma conexão sem fio confiável entre balões que ficam flutuando no céu. No entanto, a tarefa de manter os balões no alto por tempo indeterminado é uma baita pegadinha. Por isso, para sua próxima empreitada, o time X da Alphabet está utilizando a tecnologia por trás do Project Loon e colocando em caixas FSOC que serão montadas no estado de Andra Pradexe, na Índia.

• Um dos balões do projeto Loon do Google caiu no Chile
• O Project Loon levou internet para milhares de pessoas em Porto Rico

Você pode pensar no FSOC como algo similar a um cabo de fibra ótica, que utiliza feixes de luz para transportar informações entre distâncias enormes em um piscar de olhos. A maior diferença para o FSOC é que não existe cabo algum, o que significa que não é necessário cavar túneis e esticar fios entre rios e montanhas. Em vez disso, a companhia diz que pequenas caixas FSOC serão instaladas em estruturas elevadas, como postes e telhados, e que elas se valerão diretamente de uma linha de visão para transmitir dados por até 19 quilômetros em alcance direto.

Na Índia, a Alphabet realizou uma parceria com a empresa de telecomunicações Ap State FiberNet para instalar cerca de duas mil caixas FSOC por toda a região. O objetivo da FiberNet é ajudar a levar conexão de banda larga para 12 milhões de moradores até 2019, e essas caixas podem dar à companhia uma alternativa com um bom custo-benefício em comparação com as tradicionais torres de celulares e pontos de acesso Wi-Fi, além de também expandir a cobertura existente de banda larga para áreas a que a tecnologia tradicional não consegue chegar.

Se tudo isso soa um pouco doido para você, é porque realmente se trata de um projeto maluco. E ainda não temos certeza do que impedirá que um pássaro decida morar numa caixinha dessas, deixando a internet de todo mundo meio lenta. Levar internet banda larga para mais pessoas é algo muito bom, de qualquer forma.

[Reuters]

Imagem do topo: Alphabet