A Acer planejava lançar um aparelho de baixo custo na China rodando o sistema operacional Aliyun, um SO baseado em Linux (mas que usa o SDK do Android) que só é relevante para nós porque não é o Android. A ideia era vendê-lo como um smartphone de baixo custo no mercado chinês. Só que o aparelho foi abortado. Por quê? Porque o Google o matou. Qual o motivo?

Trata-se de uma situação bem estranha. De acordo com a Reuters, a Acer fez uma parceria com a Alibaba, empresa de e-commerce na China, para fazer o aparelho rodando Alyiun. A ideia era apresentá-lo para um grupo de jornalistas estrangeiros na última semana, mas quando eles começaram a chegar no local, foram avisados de que o anúncio havia sido cancelado de última hora. Por quê? A Alibaba explica:

Nosso parceiro recebeu uma notificação do Google avisando que se um novo produto com Aliyun fosse lançado, o Google terminaria a parceria com o Android removeria autorizações técnicas da Acer.

Como é que é? Bem, é isso aí mesmo. Tanto que o Google confirmou a história para o MarketingLand, que diz que a ideia quebra os preceitos da Open Handset Alliance:

Compatibilidade é o coração do ecossistema Androi e garante uma experiência consistente aos desenvolvedores, fabricantes e consumidores.

Versões não-compatíveis com o Android, como o Aliyun, enfraquecem o ecossistema. Todos os membros da Open Handset Alliance se comprometeram a construir uma plataforma Android e não vender aparelhos não-compatíveis com o Android.

Isto, no entanto, não impede que membros da OHA participem de ecossistemas concorrentes.

A situação na China não nos afeta diretamente, mas abre um estranho precedente para o Google agir de forma mais firme contra outras fabricantes. [Reuters, WP Central, MarketingLand]

Atualização: diferente do que falamos, o Aliyun envolve sim Android — ele usa o SDK para criar o sistema, mas não roda apps do ecossistema. Você pode ler mais sobre o caso clicando aqui.