Você deve ter feito muitos gráficos a partir de funções na escola. Retas, parábolas, hipérboles, círculos, todos eles no plano cartesiano. Se você já se enrolava com eixo x e eixo y, imagine ter um terceiro eixo, o z, e formas tridimensionais representando equações. Pois há vários objetos assim no MIT e em outras instituições norte-americanas.

As obras são do matemático alemão Felix Klein. Ele foi um dos expositores da Feira Mundial de Chicago, em 1893, e, a partir disso, teve seu trabalho encomendado por vários cientistas americanos. Muito desse material está no MIT, na Universidade do Arizona, em Harvard e na Universidade de Illinois.

517a

A Wired explica a ideia do matemático germânico:

Com os modelos que podiam ser tocados com as mãos, Klein queria manter os matemáticos ancorados ao mundo físico. “Coleções de modelos matemáticos e cursos de desenhos são calculados para desarmar, ao menos em parte, a hostilidade contra a abstração excessiva das instruções universais”, disse Klein em 1893, no Colóquio Evanston. Uma imagem ou um objeto fazem mais do que diminuir o medo do invisível, eles tornam real a equação. Eles dão uma cara ao nome, para você saber de quem está falando.

417a

As formas são de todos os tipos, desde as sem linhas, como esferas e outras formas curvas, às armações formadas apenas por cordas. Você pode ver um pouco delas nesta galeria. [Wired]